PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
É a vez dos tupiniquins e de todos os índios brasileiros
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
É a vez dos tupiniquins e de todos os índios brasileiros

É a vez dos tupiniquins e de todos os índios brasileiros

19/04/2012
  1173   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Hoje, no Dia do Índio, vamos saber mais sobre os primeiros habitantes do Brasil

Em 1943, o então presidente da República, Sr. Getúlio Vargas assina a lei oficializando o Dia do Índio, que havia sido proposto três anos antes na cidade do México, durante o I Congresso Indígena da América Latina. Desde aquele dia, a data é comemorada em homenagem aos primeiros habitantes da nossa terra e tem o sentido de proteção e preservação das tradições dos povos indígenas.

Os curumins ou as crianças indígenas (em tupi guarani) têm uma vida bem diferente da nossa, que pode variar muito, dependendo da localização da tribo e de sua cultura. No Brasil, temos muitas tradições indígenas, além da tupi guarani.

Em geral, eles têm uma vida mais próxima da Natureza, convivem com animais, tomam banhos em rios e lagoas, divertem-se com brinquedos, muitas vezes, construídos por eles mesmos.

O ato de contar histórias, feito pelos mais velhos, é uma tradição para manter vivos os hábitos, costumes, lendas e mitos daquela tribo e ajudam a preservar sua cultura.

Você pode não perceber muito a presença dos índios em São Paulo, mas se parar para refletir um pouco, eles estão em todos os lugares, basta ver os nomes de ruas e bairros: Anhangabaú, Tietê, Tatuapé, Ibirapuera, Jaraguá, etc…

Por Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade