PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Estilo de vida – como prevenir a obesidade
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Estilo de vida – como prevenir a obesidade

Estilo de vida – como prevenir a obesidade

11/03/2016
  685   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

A obesidade é uma preocupação mundial e a prevenção dela em crianças e adolescentes se dá, principalmente, nas mudanças de hábitos alimentares e de atividade física, ou seja, adotar um estilo de vida mais saudável.

Um estudo publicado na Pediatrics de março de 2016 mostra que entre os adolescentes com síndrome metabólica (um conjunto de fatores de risco que aumentam as chances de desenvolver doenças cardíacas e diabetes tipo 2), a gravidade da doença diminuiu lentamente nos EUA durante os últimos 15 anos. Essa queda coincidiu com uma tendência para a adoção de dietas mais saudáveis ​​entre os adolescentes durante o mesmo período, de acordo com o estudo “Tendências da Síndrome Metabólica – gravidade e fatores de estilo de vida entre os adolescentes“, onde os pesquisadores analisaram 5.117 participantes entre as idades de 12 e 19 anos, na Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição realizada de 1999 a 2012.

Eles descobriram que mesmo as pessoas com síndrome metabólica tendo pelo menos três fatores de risco – excesso de gordura na barriga, pressão arterial elevada, glicemia de jejum elevada ou níveis altos de triglicerídeos, baixos níveis de colesterol bom ou lipoproteína de alta densidade (HDL) – mantendo-as em um programa de dieta saudável por 12 semanas, a gravidade da síndrome diminuía durante esse período de tempo.

O declínio aconteceu mesmo com o aumento significativo no índice de massa corporal dos participantes, um indicador de obesidade, que os autores do estudo sugeriram que foi compensado pelas reduções observadas nos níveis de triglicérides e aumento do HDL. Os níveis de atividade física dos adolescentes permaneceram os mesmos durante todo o período de tempo, mas a sua ingestão total de calorias diminuiu.

Incentivar os jovens a terem hábitos alimentares saudáveis, com menos gorduras e carboidratos, pode influenciar na saúde deles quando se tonarem adultos.

Fonte; Pediatrics – June 2006, VOLUME 117 / ISSUE 6

Improvement in Risk Factors for Metabolic Syndrome and Insulin Resistance in Overweight Youth Who Are Treated With Lifestyle Intervention

Roshanak Monzavi, Daina Dreimane, Mitchell E. Geffner, Sharon Braun, Barry Conrad, Mary Klier, Francine R. Kaufman

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substituto para o cuidado médico e a orientação de seu pediatra. Podem haver variações no tratamento que o profissional pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais.

 

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade