PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Falando de cafeína mais uma vez
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Falando de cafeína mais uma vez

Falando de cafeína mais uma vez

20/03/2014
  556   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

refrigerante

No nosso blog já falamos várias vezes sobre a cafeína e sua alta ingestão na infância. Embora as pessoas pensem sempre em café, ela está presente em várias bebidas, como chás, refrigerantes do tipo “Cola”, guaraná, bebidas energéticas, achocolatados, etc.

O total de cafeína ingerida por crianças não tem aumentado nos últimos anos, mas as fontes de cafeína mudaram. As crianças estão bebendo refrigerante com menos cafeína, mas eles estão bebendo mais bebidas energéticas e café.

Os autores de um estudo realizado em março 2014, “Tendências no consumo de cafeína entre crianças e adolescentes norte-americanos“, examinaram dados dietéticos de crianças americanas entre 1999-2010 e concluiu que 73% das crianças já consumiram cafeína um  dia.

Embora o consumo de cafeína não aumentasse, a Academia Americana de Pediatria mantém uma posição de que as bebidas energéticas que contêm estimulantes não têm lugar na dieta de crianças e adolescentes. Este estudo levanta preocupação sobre o papel das bebidas energéticas e café como contribuintes cada vez mais significativas para o consumo de cafeína entre crianças e adolescentes.

Os autores concluem que este estudo fornece uma base para o consumo de cafeína entre as crianças norte-americanas e adultas jovens como pesquisas adicionais são realizadas para monitorar as tendências nesta área.

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Fonte:, “Trends in Caffeine Intake Among U.S. Children and Adolescents,” (published online Feb. 10) Authors of a study in the March 2014 issue of Pediatrics

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade