PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Febre e remédios para dor
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Febre e remédios para dor

Febre e remédios para dor

18/03/2013
  1451   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Saiba que as dosagens de medicamentos para esses casos são diferentes e requer cuidados

dor e febre infantil

Os pais precisam estar cientes de que as dosagens de remédios são diferentes para febre e dor, além de depender da concentração que é usada.

As diferentes concentrações existem para ajudar o exagero nas dosagens ou para dar sabores mais palatáveis às crianças menores. Além disso, reduz erros que podem levar a overdoses acidentais. Muitas vezes, os pais têm confundido a força das gotas infantis que são mais fortes que os líquidos e, acidentalmente, dão a eles uma quantidade demasiada do medicamento.

A dosagem certa para febre e dor

Sempre verifique com o pediatra a dose certa do analgésico/antitérmico, antes de dar para as crianças. Leia o rótulo para ver a quantidade adequada do medicamento. Se você sabe o peso do pequeno, use isso. Caso contrário, siga a idade para a quantidade da dose.

Lembretes importantes

• Mantenha todos os medicamentos fora do alcance das crianças;
• Use somente o dispositivo de dosagem que vem com o produto;
• Nunca dê remédios de adultos para crianças;
• Sempre leia e siga as instruções no rótulo;
• Fale com o pediatra se você tiver alguma dúvida.

Se você acha que seu filho tomou o medicamento recomendado ou qualquer outro em maior quantidade, leve-o de imediato para a emergência de um hospital.

Por Dr. José Luiz Setúbal
Fonte: Academia Americana de Pediatria (Copyright © 2011)

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mensagem enviada

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade