PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Febre e remédios para dor
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Febre e remédios para dor

Febre e remédios para dor

18/03/2013
  3152   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Os pais precisam estar cientes de que as dosagens de remédios são diferentes para febre e dor, e dependem da concentração do medicamento.

As diferentes concentrações existem para não ocorrer exagero nas dosagens ou para dar sabores mais palatáveis às crianças menores. Além disso, reduzem erros que podem levar a overdoses acidentais. Muitas vezes, os pais têm confundido a força das gotas infantis, que são mais fortes que os líquidos e, acidentalmente, dão a eles uma quantidade demasiada do medicamento.

A dosagem certa para febre e dor

Sempre verifique com o pediatra a dose certa do analgésico/antitérmico, antes de dar para as crianças. Leia a bula para ver a quantidade adequada do medicamento. Se você sabe o peso do pequeno, use essa informação. Caso contrário, siga a idade para a quantidade da dose.

Lembretes importantes

• Mantenha todos os medicamentos fora do alcance das crianças;
• Use somente o dispositivo de dosagem que vem com o produto;
• Nunca dê remédios de adultos para crianças;
• Sempre leia e siga as instruções na bula;
• Fale com o pediatra se você tiver alguma dúvida.

Se você acha que seu filho tomou o medicamento recomendado ou qualquer outro em maior quantidade, leve-o de imediato para a emergência de um hospital.

Leia também: Intoxicação por medicamentos: um problema de saúde pública

Fonte: Academia Americana de Pediatria (Copyright © 2011)

Atualizado em 23 de abril de 2024

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

(CRM-SP 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, com especialização na Universidade de São Paulo (USP) e pós-graduação em Gestão na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás, David e Benjamim.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mensagem enviada

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade

    Cadastre-se na nossa newsletter

    Cadastre-se abaixo para receber nossas comunicações. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade de Instituto PENSI.