PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
A hidratação durante os esportes
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
A hidratação durante os esportes

A hidratação durante os esportes

28/11/2013
  735   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Ela deve ser realizada antes, durante e depois dos exercícios e em condições corretas

A hidratação durante os esportes

O verão está chegando e com ele o calor, o tempo seco e as altas temperaturas. Como evitar que nossos pequenos sejam prejudicados frente à prática esportiva?

Toda atividade física leva a um aumento de temperatura corporal e, para que exista um controle dela, nosso corpo possui vários mecanismos para liberar esse calor produzido pelo exercício, em especial, a transpiração, isto é, o suor. Pesquisas mostram que, frente aos exercícios de intensidade e de duração semelhantes, e em condições térmicas idênticas, as crianças apresentam uma taxa de sudorese menor que a dos adultos. No entanto, a desidratação apresentada por elas é semelhante à de um adulto.

Assim sendo, a reposição hídrica torna-se algo extremamente importante, especialmente para quem pratica uma atividade física, seja ela antes, durante ou depois da mesma, independente de ser um exercício de longa ou curta duração. É muito importante que os níveis de hidratação sejam mantidos de forma eficiente para que eles sejam realizados de forma segura e sem provocar danos ao organismo.

A água pura é a melhor maneira de se fazer uma boa hidratação. Segundo a ACMS (American College of Sports Medicine – Academia Americana de Medicina do Esporte), o consumo dela  deve ser feito constantemente. Só devemos ter cuidado de não ingerir em demasia antes dos treinos, para que as crianças não fiquem incomodadas com a necessidade de urinar. Durante os exercícios, a hidratação também é muito importante. No entanto, deve-se tomar cuidado com a quantidade a ser ingerida, a temperatura e também o sabor da bebida. Algumas causam ainda mais sede e podem chegar a ser prejudiciais ao organismo. A ACMS recomenda a temperatura entre 15°C e 22°C.

Após o exercício também é necessária a reposição hídrica. No entanto, para exercícios praticados com mais de 90 minutos de duração, torna-se importante também a reposição de sódio e de potássio.

Muitos pais me questionam quanto ao uso do Gatorade e de outras bebidas similares. Para uma criança ou jovem que está fazendo uma atividade mais intensa, pode-se sim fazer o uso desses produtos. No entanto, devemos ficar atentos quanto à quantidade. Em demasia, elas podem se tornar prejudiciais, causando desconfortos intestinais e acentuando até mesmo os processos de desidratação.

Os níveis de hidratação devem ser mantidos de forma eficiente para que o exercício físico possa ser realizado de maneira segura, sem provocar danos ao organismo. Devemos também estar cientes dos fatores que podem aumentar a desidratação: ambientes quentes e úmidos, o frio e as roupas inadequadas, principalmente aquelas que não permitem a dissipação do calor através do suor.

Lembremos que: roupas apropriadas, acompanhamento de um profissional, boa alimentação e hidratação correta são os melhores aliados de uma boa prática esportiva evitando danos ao organismo.

assinatura-maria

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade