PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Saúde x Peso
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Saúde x Peso

Saúde x Peso

27/03/2015
  568   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

saúde x peso

As discussões sobre alimentação com foco em peso não costumam surtir efeito. É hora de sair desta conversa negativa em favor de algo mais positivo. Concentrando-se somente no peso, muitas vezes o tiro pode sair pela culatra e, no caso de crianças e adolescentes, pode gerar o sentimento de culpa e insegurança sobre seus corpos, tendo como consequência até mesmo algum tipo de transtorno alimentar.

É mais eficaz falar sobre o gosto e a salubridade dos alimentos. Uma dieta e estilo de vida saudáveis podem afetar o humor, os níveis de energia, o desempenho atlético e o desempenho escolar. Pode ainda reduzir o risco de doenças.

Falar sobre esse assunto de forma positiva além de mais divertido, pode seduzir à criança e o adolescente a fazerem o necessário para uma vida mais saudável.

Veja algumas maneiras de ajudar seus filhos a desenvolverem atitudes positivas e comportamentos saudáveis:

  • Ensinar o que é e o que não é alimentação saudável

Ficar obcecado por contar calorias, por carboidratos, gorduras ou qualquer nutriente não faz uma alimentação saudável. Isso só faz com que as refeições sejam estressantes e desagradáveis, o oposto do que toda criança e adulto merece. Ensinar que um jantar saudável tem metade do prato cheio de frutas e vegetais e é comido em uma mesa de jantar todas as noites mostra a seus filhos um futuro saudável. Oferecendo uma variedade de alimentos em horários regulares refeições e lanches é mais um passo positivo.

  • Faça da refeição um momento de alegria

Receba as crianças em qualquer idade para ajudar na cozinha. Dê funções para elas como lavar maçãs, cortar legumes e mexer panelas. Há preparação de alimentos e tarefas de cozinha adequadas para cada criança. Para se divertir, selecione um dia na semana em que seus filhos escolham um novo alimento ou ainda crie noites temáticas, como uma viagem ao redor do globo. Incentive-as a provar alimentos com nomes divertidos e lúdicos, como suco de monstro verde ou pedaços de formigas (para algo pequeno por exemplo).

  • Seja um exemplo

Se seus hábitos alimentares não são os que você quer que seus filhos copiem, talvez seja um ótimo momento para fazer algumas melhorias. Tome uma atitude saudável sobre sua imagem corporal, também. Se você sempre se queixa sobre seu peso, corte certos alimentos e mude maus hábitos. Seus filhos vão aprender a fazer o mesmo. Se você seguir as dietas da moda, eles vão aprender que comer restritivamente é mais importante do que de forma equilibrada e com alimentação saudável.

  • Colocar peso em perspectiva

Lembre-se que os corpos das crianças mudam um pouco à medida que crescem. Comportamento fala mais alto do que a aparência. Observe se a criança está comendo três refeições por dia, bebendo muita água e ingerindo frutas e vegetais. Veja se é uma criança ativa. Esses são os melhores indicadores da saúde do seu filho.

 

Se você estiver preocupado com o peso do seu filho, com a dieta ou com o seu crescimento e desenvolvimento físico, converse com um nutricionista para avaliar a dieta e ajudá-lo a fazer mudanças apropriadas que atendam às necessidades de todos os membros da família.

 

 

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Fonte Nutrição: Kids eat right

 

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substituto para o atendimento médico e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o seu pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais.

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade