PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Sono e Saúde Mental
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Sono e Saúde Mental

Sono e Saúde Mental

19/05/2015
  628   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

sono

O sono se tornou uma vítima da vida moderna. A Pesquisa Nacional de Saúde da Criança de 2003 mostrou que 15 milhões de crianças e adolescentes norte-americanos dormem de forma inadequada. Os adolescentes não são os únicos acumulando déficit de sono.

 

Os adultos têm cerca de 10% a menos de sono a cada noite que nossos bisavôs tiveram e ainda tem de 60 a 90 minutos a menos do que o que é desejável. Trabalhadores com longos trajetos que se levantam mais cedo e chegam em casa mais tarde, tem o número de horas disponíveis para o sono limitado. Além disso, no Estados Unidos, mais de 15% dos adultos apresentam insônia ou têm problemas para dormir.

 

Se você é excessivamente sonolento ou simplesmente não se sente bem descansado na parte da manhã, saiba que algumas medidas podem ajudá-lo. Felizmente, há muitas coisas que podemos fazer para melhorar o sono. Aqui está uma lista de verificação para ajudá-lo a ter um boa noite de sono:

  • Ficar confortável. Certifique-se de sua cama e roupa de cama são confortáveis.
  • Remover distrações. Manter a TV fora do quarto. Evite dormir assistindo ou ouvindo programas ou sons perturbadores, violentos, ou assustadores
  • Sons suaves. Ouça a música relaxante, o som da natureza, ou o som do silêncio.
  • Segurança. Antes de ir para a cama, certifique-se de que as portas estão trancadas, o fogão está desligado, as torneiras estão fechadas.
  • Desligar a luz. Escuridão promove o sono e os níveis saudáveis ​​de melatonina, um hormônio importante que regula o sono e vigília.
  • Temperaturas frias no quarto promovem o sono e minimizam a interferência e sensações de coceira.
  • Aromas suaves como lavanda têm se mostrado eficazes para ajudar as pessoas a adormecerem.
  • Banho quente. Adormece mais rapidamente e provou-se útil para garantir um boa noite de sono em um estudo científico
  • Considere comer um lanche leve contendo uma proteína e um carboidrato complexo 2 horas antes de dormir.
  • Vá para a cama no mesmo horário todos os dias. Leia algo calmante, reconfortante, ou inspirador.
  • Limite cochilos diurnos a 45 minutos, no máximo.
  • Exercícios durante o dia como ioga ou outros exercícios de meditação, pode ser uteis no período da tarde ou à noite.

 

Verifique com seu médico. Certifique-se de que você respirar facilmente à noite; congestionamentos e obstruções à respiração reduzem o sono reparador. Se você ronca, pergunte ao seu médico se há a síndrome da apneia obstrutiva do sono. Reveja seus medicamentos (se houver) para se certificar de que eles não são o culpado pela interferência em seu sono.

 

O que mais você pode fazer?

 

Considere tomar uma xícara de chá de ervas calmantes, como camomila, erva-cidreira, lúpulo, ou flor de maracujá.

 

Receber uma massagem nos pés, ombro ou nas costas de alguém que você confia.

 

Tente usar acupuntura, especialmente se a dor faz com que seja difícil para você dormir. (Sonolência é uma sensação de calma e relaxamento e é um dos efeitos colaterais da acupuntura.)

 

O que evitar?

 

Evite o álcool dentro de 4 horas antes de dormir.

Evite cafeína de 4 a 6 horas antes de deitar.

Evite alimentos pesados ​​ou picantes 4 horas antes de deitar.

Evite exercício extenuante dentro de 2 horas antes de deitar.

Evite estímulos da TV, jogos eletrônicos dentro de uma hora de deitar.

 

Se você não adormecer dentro de 20 minutos, saia da cama, deixe o quarto e tente uma dessas estratégias: lanche, banho quente, música suave, livro inspirador, fazer uma lista ou anotar pensamentos em um diário.

 

Autor Dr. José Luiz Setúbal

Fonte: Adaptado de Saúde Mental, naturalmente: O Guia da Família para Holística Cuidados para uma mente sã e corpo (Copyright © 2010 Academia Americana de Pediatria)

 

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substituto para o atendimento médico e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o seu pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais.

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade