PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Déficit de atenção e relação com fumo
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Déficit de atenção e relação com fumo

Déficit de atenção e relação com fumo

15/07/2014
  4018   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

O transtorno do déficit de atenção com hiperatividade é uma das doenças mais estudadas na atualidade e seu tratamento com drogas estimulantes, como a Ritalina, é muito controverso.

Pesquisas têm documentado que adolescentes com déficit-atenção/hiperatividade (TDAH) são de duas a três vezes mais propensos a fumar cigarros do que seus pares sem TDAH. Numa meta-análise publicada em junho de 2014 na Pediatrics foram encontrados indivíduos com TDAH, que são tratados com medicamentos estimulantes, no entanto, são menos propensos a fumar. Dados de meta-análise de pesquisadores de 14 estudos incluíram um total de 2.360 participantes, dos quais 1.424 foram tratados com medicação e 936 não. O tratamento estimulante foi associado com um risco menor para fumar. O efeito protetor foi maior na adolescência em comparação à idade adulta.

De acordo com os autores do estudo, é necessário mais investigação para identificar os mecanismos comportamentais e neurofarmacológicos que explicam a associação entre a medicação estimulante e o ato de fumar. Eles sugerem que pode haver melhores resultados com a medicação se forem usadas consistentemente informações adicionais:

1- O que você precisa saber sobre a medicação

2- A medicação para TDAH é determinada por meio de exames

3- Tratamentos e terapias comportamentais

4- Falar com seu adolescente sobre drogas

Como se vê, as polêmicas continuarão e defensores e detratores da medicação irão achar fatos que justifiquem suas posições, portanto cabe aos pais se informarem sobre as doenças de seus filhos e saber questionar os médicos sobre o tratamento proposto. Esta é a função deste blog, do Hospital Sabará e Instituto Pensi: divulgar informação atualizada para pais, educadores e curiosos sobre saúde infantil.

Leia também: Associação entre infância, TDAH e obesidade

Fonte: Pediatrics junho de 2014 – Stimulant Treatment of ADHD and Cigarette Smoking: A Meta-Analysis

Atualizado em 17 de junho de 2024

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

(CRM-SP 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, com especialização na Universidade de São Paulo (USP) e pós-graduação em Gestão na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás, David e Benjamim.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade

    Cadastre-se na nossa newsletter

    Cadastre-se abaixo para receber nossas comunicações. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade de Instituto PENSI.