PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Ensinar gratidão às crianças pode ajudar com sua saúde mental.
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Ensinar gratidão às crianças pode ajudar com sua saúde mental.

Ensinar gratidão às crianças pode ajudar com sua saúde mental.

10/03/2021
  496   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Outro dia, respondendo a uma pergunta sobre qual o legado que a pandemia deixaria, respondi que na minha opinião existem três coisas muito importantes que seriam deixadas:

  • A descoberta do SUS pela sociedade brasileira
  • A descoberta da importância da Ciência e dos profissionais de Saúde
  • A importância da Solidariedade, ou de ajudar a quem precisa

Também li algum tempo atrás sobre o impacto que a gratidão causa nas pessoas que trabalham como voluntários em hospitais e na saúde das pessoas em geral. Neste momento, quando todos nós nos sentimos fragilizados, a gratidão por receber uma vacina, ou uma ajuda do vizinho ou a vontade de se solidarizar com o próximo nos tornou mais humanos. Por isso, resolvi escrever como ensinar as crianças a agradecer.

À medida que a pandemia COVID-19 avança, seus efeitos em nossa vida diária parecem intermináveis. Como pais, queremos dar aos nossos filhos um senso de consistência e normalidade no meio de um momento cheio de incertezas, medo e mudanças – uma tarefa nada fácil de realizar. Afinal, já se passou um ano desde o início desta tragédia e a coisa continua feia entre nós.

Todos nós estamos lutando com as regras e demandas em constante mudanças colocadas sobre nós por nossa vida “nova normal” em casa, escola e trabalho. É um trabalho mentalmente e fisicamente exaustivo, que muitas vezes não tem recompensa tangível. Podemos não ser capazes de mudar esta realidade no momento, mas podemos concentrar nossas energias em controlar o que podemos controlar e praticar a gratidão pelos eventos – não importa quão pequenos – que enriquecem nossos dias.

Um número crescente de estudos analisou o impacto da gratidão em nossa saúde geral. Os resultados mostram benefícios para nossa saúde física e emocional. Um estudo recente destaca a relação direta entre gratidão e felicidade entre crianças pequenas. Felizmente, a gratidão pode ser adicionada às nossas rotinas diárias sem aumentar nossas listas de “tarefas a fazer” e “a aprender”.

Ensinar maneiras educadas, como dizer “obrigado”, não é a única maneira de promover a gratidão nas crianças. Aqui estão algumas dicas para ajudar a criar o hábito de gratidão em crianças, que faço com meus filhos e netos:

  • Concentre-se no que deu “certo” a cada dia. Antes de dorimir, guarde alguns minutos para refletir no que deu certo e pelo que você e sua família são gratos. Estudos demonstraram que a gratidão melhora a qualidade do sono e diminui sintomas como dores e sofrimentos inexplicáveis. Ao focar nas partes positivas do dia, a gratidão nos ajuda a ter uma perspectiva positiva para o dia que está por vir.
  • Não deixe conversas sobre gratidão para o Natal, Dia de Ação de Graças ou Dia do Perdão ou o dia que sua religião tem para isso. Falar sobre as pessoas pelas quais você é grato em sua vida pode ajudar muito.
  • Promova expressões sinceras de agradecimento, verbais ou escritas. Criar o hábito de expressar gratidão ajuda a aumentar a autoestima, a força mental e os comportamentos sociais positivos – como ajudar, compartilhar e ser voluntário. Tudo isso é vital para fortalecer nossa resiliência, uma característica que todos nós precisamos agora.
  • Encontre maneiras de ajudar outras pessoas necessitadas. É importante encorajar crianças e adolescentes a tomar medidas ativas na prestação de serviços às suas comunidades. Ajude-os a encontrar causas nas quais estejam interessados, como trabalhar como voluntário em uma casa de repouso ou arrecadar dinheiro para caridade. Ao participar dessas atividades de doação, eles adquirirão um senso de propósito e desenvolverão habilidades que os ajudarão a ter sucesso na vida.
  • Seja um modelo. Uma maneira de ensinar seus filhos a ser mais gratos é ser mais grato a si mesmo. Mostre a seus filhos o seu apreço regularmente e eles aprenderão a seguir seus passos.

Em um país desigual e tão abalado economicamente como o Brasil, ensinar a criança a ser agradecida e solidária é o primeiro passo para combater a desigualdade. Mudando as atitudes que mudaremos nosso país.

Saiba mais sobre isso:

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade