PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
O que é a doença mão-pé-boca?
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
O que é a doença mão-pé-boca?

O que é a doença mão-pé-boca?

14/03/2024
  398   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

A doença (ou síndrome) mão-pé-boca é uma infecção viral comum em crianças, que causa bolhas vermelhas e dolorosas na boca e na garganta, nas mãos, nos pés e na área das fraldas. É causada por um vírus denominado Coxsackie.

A doença mão-pé-boca é contagiosa e se espalha facilmente pelo contato com mãos sujas, fezes, saliva, muco do nariz ou líquido das bolhas. Crianças menores de 7 anos correm maior risco de apresentar a doença. As infecções são comuns em creches, pré-escolas, escolas, acampamentos de verão e outros locais onde elas estão próximas umas das outras.

Além das bolhas, as crianças costumam ter febre por alguns dias e podem ficar desidratadas, uma vez que engolir líquidos se torna doloroso. Os sintomas geralmente desaparecem dentro de uma semana a 10 dias, e as crianças se recuperam completamente. Não há tratamento específico para a doença nem vacina para preveni-la, mas seu médico(a) pode recomendar cuidados domiciliares para deixar seu filho(a) mais confortável durante a recuperação.

As lesões causadas pela doença mão-pé-boca são vermelhas com uma pequena bolha de líquido no topo. Muitas vezes, a bolha se rompe, deixando uma úlcera, que é uma ferida com base avermelhada. As solas dos pés e as palmas das mãos também podem apresentar erupções na pele, como manchas vermelhas planas ou bolhas vermelhas, por exemplo.

Pode ser difícil para os pais saberem se uma criança (especialmente uma muito pequena) tem doença mão-pé-boca se as feridas estiverem apenas no interior da boca ou da garganta, pois ela pode não conseguir se comunicar. Mas, se uma criança parar de comer ou beber, ou quiser comer ou beber com menos frequência, é sinal de que algo está errado.

Fonte: https://www.informedhealth.org/hand-foot-and-mouth-disease.html

Uma criança com doença mão-pé-boca também pode ter, além da febre, dores musculares ou outros sintomas semelhantes aos da gripe, ficar irritada, agitada, começar a babar (devido à dor ao engolir), só querer beber líquidos frios, ter dor de barriga, vômito ou diarreia.

Alimentos frios como sorvetes, sucos e picolés ajudam a diminuir a dor da boca e da garganta, e serão um deleite bem-vindo para crianças que têm dificuldade para engolir. Evite bebidas quentes, refrigerantes e alimentos ácidos (suco de frutas cítricas, molho de tomate etc.) porque podem piorar a dor.

Crianças com bolhas nas mãos ou nos pés devem manter as áreas limpas e descobertas. Lave a pele com água morna e sabão e seque. Certifique-se de que seu filho(a) beba bastante líquido para se manter hidratado(a) e sempre procure um médico(a) para avaliação e orientação.

Para evitar a propagação da doença, mantenha a criança em casa, longe da escola e de creches, enquanto estiverem com febre ou bolhas abertas na pele e na boca. Lavar as mãos é a melhor proteção. Lembre a todos da sua família que é ncessário lavar bem as mãos e com frequência, especialmente depois de usar o banheiro ou trocar fraldas e antes de preparar ou comer alimentos. Superfícies e brinquedos compartilhados em creches devem ser limpos frequentemente com um desinfetante porque muitos vírus podem viver em objetos por alguns dias.

Dra. Edina Koga

Dra. Edina Koga

Doutora em Pediatria e Ciências Aplicadas à Pediatria pela UNIFESP. É professora associada da disciplina de Medicina de Urgência e Medicina Baseada em Evidências da UNIFESP. Atualmente, também é pesquisadora do Centro Cochrane do Brasil e Assessora Científica no Instituto PENSI.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade

    Cadastre-se na nossa newsletter

    Cadastre-se abaixo para receber nossas comunicações. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade de Instituto PENSI.