PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Qual a chance de se ter filhos gêmeos?
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Qual a chance de se ter filhos gêmeos?

Qual a chance de se ter filhos gêmeos?

29/06/2023
  1795   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Você já pode ter ouvido falar que gêmeos “correm em famílias”. E isso pode ser verdade! Em comparação à população em geral, as mulheres com mãe ou irmãs que tiveram gêmeos têm duas vezes mais chances de terem gêmeos também. O nascimento de gêmeos aumentou significativamente nos últimos anos. Desconheço os números brasileiros, mas nos Estados Unidos a taxa de nascimento de gêmeos aumentou 76% de 1980 a 2009: de 18,9 para 33,3 por mil nascimentos.

Existem dois tipos de gêmeos:

Gêmeos idênticos, que vêm de um único óvulo que foi fertilizado por um único espermatozoide, que então se dividiu em dois embriões, separados no início da gravidez. Como ambos começaram como a mesma célula, eles compartilham o mesmo DNA. É por isso que, muitas vezes, parecem idênticos! E sempre serão do mesmo sexo: dois meninos ou duas meninas. As chances de se ter gêmeos idênticos são relativamente raras: três ou quatro a cada mil nascimentos.

Gêmeos fraternos, que surgem quando dois óvulos diferentes são fertilizados, cada um por um espermatozoide diferente. Isso pode acontecer quando uma mulher produz vários óvulos (geralmente dois) ao mesmo tempo. Isso é chamado de hiper ovulação. Gêmeos fraternos não compartilham o mesmo DNA. Eles não são mais parentes do que irmãos normais! Assim como irmãos normais, gêmeos fraternos não serão necessariamente do mesmo sexo. Eles podem ser dois meninos, duas meninas ou um menino e uma menina. E eles podem ou não serem parecidos, assim como irmãos e irmãs nascidos com anos de diferença.

As chances de uma mulher ter gêmeos fraternos podem ser maiores se houver gêmeos fraternos em sua família. Existem alguns genes que predispõem as mulheres à hiper ovulação (liberação de múltiplos óvulos). Se isso ocorrer, há uma boa chance de uma gravidez de gêmeos fraternos. Os genes para hiper ovulação podem ser herdados. Se a irmã de uma mulher tem gêmeos fraternos, ela tem cerca de 2,5 vezes mais chances de ter gêmeos. Se a mãe de uma mulher tem gêmeos fraternos, ela tem cerca de 2 vezes mais chances de ter gêmeos.

Outros fatores que parecem influenciar no nascimento de gêmeos:

  • As mulheres mais velhas geralmente têm uma chance maior de conceber gêmeos. Uma mulher de 35 anos tem cerca de quatro vezes mais chances de ter gêmeos fraternos do que uma bem mais nova! Isso ocorre porque elas estão passando por algumas mudanças hormonais à medida que se aproximam da menopausa. Isso poderia encorajar seu corpo a liberar mais de um óvulo durante a ovulação.
  • As mulheres mais altas são ligeiramente mais propensas a terem gêmeos. Os pesquisadores acham que isso pode estar relacionado a uma quantidade maior de uma determinada proteína. Essa proteína é liberada em resposta ao fator de crescimento e torna os ovários mais sensíveis ao hormônio folículo estimulante.
  • As mulheres com excesso de peso também parecem ter maior chance de conceberem gêmeos, especialmente se o IMC (índice de massa corporal) estiver acima de 30. Por outro lado, as mulheres com baixo peso (IMC < 18,5) têm menor probabilidade de ter gêmeos.
  • Isso pode parecer loucura, mas parece que a dieta também pode ter um impacto na chance de ter gêmeos. Um estudo mostrou que dietas que incluem produtos de origem animal, principalmente laticínios, aumentam as chances de uma gravidez múltipla. Na verdade, pode torná-lo até cinco vezes mais provável! Isso parece ser devido a mais hormônio do crescimento, aumentando a concentração de uma determinada proteína que estimula a ovulação.
  • Se você conhecer 30 pessoas de ascendência europeia, é provável que uma delas tenha um irmão ou irmã gêmea. Por outro lado, você tem menor chance de encontrar um gêmeo na Ásia, onde uma em 70 pessoas é membro de um par de gêmeos. E você tem a maior chance de conhecer um irmão gêmeo na Nigéria, onde uma em 12 pessoas tem uma irmã ou irmão gêmeo!
  • A chance de ter gêmeos também aumenta se a mulher já teve um filho(a) anteriormente.

Fertilização in vitro

Nos últimos anos, houve um aumento significativo no uso de tratamentos de reprodução assistida. Tratamentos de fertilidade, como a fertilização in vitro (FIV), inseminação intrauterina (IUI) e indução da ovulação (OI), são algumas das principais causas do aumento acentuado no nascimento de gêmeos.

A probabilidade de conceber gêmeos é uma característica complexa. Não há como prever com precisão se você terá ou não gêmeos. E não há nada que você possa fazer para garantir uma gravidez gemelar. Todo mundo tem chances de ter gêmeos. As chances de algumas pessoas apenas são um pouco maiores do que das outras.

Fontes:

https://medlineplus.gov/genetics/understanding/traits/twins/

Saiba mais:

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

(CRM-SP 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, com especialização na Universidade de São Paulo (USP) e pós-graduação em Gestão na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás, David e Benjamim.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade

    Cadastre-se na nossa newsletter

    Cadastre-se abaixo para receber nossas comunicações. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade de Instituto PENSI.