PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Antes de escolher um animal de estimação
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Antes de escolher um animal de estimação

Antes de escolher um animal de estimação

08/08/2011
  2986   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

A partir de 3 ou 4 anos as crianças começam a ficar fascinadas com animais e muitos pais vão querer comprar um animal de estimação para seu filho. Animais são ótimas companhias e uma fonte imensa de ensinamentos para crianças, por isto tenham em mente vários aspectos antes de escolher ou comprar um animal para seu filho.

A primeira coisa a se levar em conta é a idade da criança, pois crianças com menos de 2 ou 3 anos são muito desajeitadas, e muitas vezes vão colocar os dedos na boca do animal, ou puxar o rabo, ou qualquer outro ato que pode não ser entendido pelo animal, que poderá acabar se defendendo e morder a criança. Outro fator a ser considerado é o espaço no qual o animal irá ficar e quem cuidará dele.

Lembre-se que uma das coisas boas de ter um animal de estimação é a ideia de dar responsabilidades e ensinar a criança a cuidar de algo.

Estas responsabilidades devem estar de acordo com a idade e capacidade de compreensão da criança, neste aspecto podemos incluir a higiene, passeio, alimentação etc.

Por fim, a última coisa a se pensar é o tipo de animal que irá comprar.

Os mais comuns são os cães, gatos, aves e peixes, mas há uma gama enorme de animais disponíveis em lojas especializadas, como coelhos, ratinhos, porquinhos da Índia, cobras, lagartos, hamsters, furões, para citar alguns. Cada um deles terá suas vantagens e desvantagens. Pense no espaço que você tem, no trabalho que este animal dará, na idade e temperamento da criança e do tipo de animal.

Lembre-se que animais silvestres geralmente são proibidos por lei de tê-los em casa, portanto certifique-se antes de comprar animais em beira de estradas ou lugares desconhecidos.

Tenha em mente que animais são seres vivos, podem ficar doentes e transmitir doenças, por isto informe-se sobre os cuidados necessários para prevenção (vacinas, alimentos, medicações), assim como as doenças que estes animais podem transmitir em sua casa.

Leia também: Doenças transmitidas por animais

Finalmente, quando escolher o animalzinho, combine com seu filho as suas obrigações e aproveite este tempo para ajudá-lo e ensiná-lo sobre valores como respeito, cuidado, e também oriente os perigos que possa haver se ele puxar o rabo, ou colocar a mão na boca, ou machucar o animal, pois ele poderá acabar machucado.

Leia também: Animais Peçonhentos – Acidentes

Atualizado em 23 de janeiro de 2024

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

(CRM-SP 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, com especialização na Universidade de São Paulo (USP) e pós-graduação em Gestão na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás, David e Benjamim.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade

    Cadastre-se na nossa newsletter

    Cadastre-se abaixo para receber nossas comunicações. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade de Instituto PENSI.