PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
A cafeína invisível
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
A cafeína invisível

A cafeína invisível

06/03/2014
  808   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

redbull

Jovens e adolescentes de hoje em dia vivem como eles dizem em “pura adrenalina”. O estilo de vida agitado, a conexão continua através dos smartphones e redes sociais, as baladas e o consumo de bebidas estimulantes como energéticos, chás, café e refrigerantes, todos com alto teores de cafeína deixam estes jovens “a mil”.

O adolescente pode não estar ciente de quanto está consumindo cafeína no curso de um dia. Fontes óbvias incluem colas, café, chá e bebidas energéticas, mas há aqueles escondidos, como medicamentos para dor de cabeça,  por exemplo, e outros tipos de refrigerante.

O gráfico a seguir inclui produtos com cafeína comuns e as quantidades que eles contêm, segundo fonte americana, mas existem produtos encontrados no Brasil que creio tenham formulação semelhantes. De qualquer forma estas bebidas são rotuladas e você pode verificar a quantidade que está ingerindo:

Tabela

* Seleção de bebidas energéticas específicas para esta tabela foi baseada em produtos mais comumente disponíveis no momento este relatório estava em desenvolvimento.
** Se “Sim”, em vez de uma quantidade miligrama está listado, é porque miligramas não foram especificados no nutricional rótulo de conteúdo.

Clique aqui e saiba mais.

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Fonte:  Academia Americana de Pediatria Comitê de Nutrição, Conselho de Medicina do Esporte e Fitness.

“ As bebidas esportivas e bebidas energéticas para crianças e adolescentes: eles são apropriados?” Pediatrics.2011;

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade