PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Acabaram as férias, e agora?
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Acabaram as férias, e agora?

Acabaram as férias, e agora?

27/01/2015
  643   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

férias

Todo início de ano é sempre a mesma coisa: reorganizar as agendas de nossos pequenos. Futebol, Natação, Ballett, Inglês, Violão, … O que é mais importante? Como conciliar os horários para que nossos pequenos possam fazer mil e uma atividades? Até quanto podemos exigir das crianças nesse processo? Aqui vão algumas dicas para organizar o horário sem sobrecarregar e tão pouco deixar o tempo ocioso.

  1. Pergunte para seu filho o que ele gostaria de fazer. Não obrigue-o a praticar um esporte do qual não gosta ou não tem vontade de praticar. Como diz a Carta dos direitos da criança no esporte, “Toda criança tem direito a praticar um esporte” e “Toda criança tem direito a não ser um campeão”. O importante é que a criança encontre no esporte que está praticando um sentido para aquilo. Deve ser um momento de prazer e não de dor e sofrimento.
  2. Não é necessário que a criança pratique quatro, cinco modalidades esportivas. O ideal é que faça uma atividade física pelo menos três vezes por semana. Mas sem exagerar! De uma hora e meia a duas horas por dia é o suficiente. Lembrem-se que competição somente depois dos 7 anos e assim mesmo de maneira educativa.
  3. Tente inserir na rotina dos pequenos aulas de música. Incentive-os na prática de instrumentos musicais. A música enriquece o conhecimento e aumenta a sensibilidade da criança.
  4. Não transforme as crianças em pequenos empresários. Criança precisa ter tempo livre para brincar, assistir TV, jogar videogame, ler um livro ou simplesmente não fazer nada.
  5. Separe um tempo para que a criança possa brincar com seus próprios brinquedos. Deixe-a imaginar, criar, divertir-se sozinha. Esses momentos fazem com que amadureçam e moldem suas personalidades.
  6. Promova momentos de lazer com outras crianças. Leve-as ao parque. Para tomar sorvete. Para andar de bicicleta, patinete, patins, jogar bola, pular corda. Criança precisa de criança para brincar e interagir. É importante para sua própria formação.

Certamente muitas mães perguntarão: mas eu tenho que trabalhar, o que faço? Venho nos últimos meses sendo questionada muitas vezes nesse sentido. Deixo com a babá? Deixo no Integral na escola? Muitas mães acabam sobrecarregando as agendas dos filhos devido ao excesso de trabalho que as consome durante o dia. Eu diria que a proposta do período integral nas escolas tem sido hoje uma grande solução para as mães que trabalham. Na minha opinião é preferível uma criança passar três dias da semana no período integral do que com as agendas lotadas de atividades e sendo educadas exclusivamente pelas babás, cuja função não é essa. E não me refiro apenas às crianças mas também aos adolescentes. Muitas escolas já oferecem para esse público um período estendido, repleto de atividades diferenciadas como esportes, cursos de inglês, além de momentos de estudos e atividades supervisionadas com plantões de dúvidas. Uma maneira eficaz e saudável de promover o crescimento e a formação de nossos jovens.

Portanto, ao iniciar o ano letivo, reserve alguns momentos para conversar com seus filhos e descobrir o que realmente desejam e o que os fará mais felizes e saudáveis. Filhos felizes e realizados fazem de nós, pais, pessoas mais tranquilas e certas do dever cumprido. Boa sorte!

maria helena

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade