PESQUISAR

Residência Médica
Residência Médica
Autism Speaks lança financiamento para estudos de tratamento de TEA
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Autism Speaks lança financiamento para estudos de tratamento de TEA

Autism Speaks lança financiamento para estudos de tratamento de TEA

24/08/2018
  19   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

O novo financiamento de pesquisa apoiará dois ensaios clínicos separados, envolvendo pessoas com autismo. As bolsas de pesquisa serão estendidas por até três anos, com até US $ 250.000 em financiamento por ano para cada estudo

A Autism Speaks anunciou em junho que está disponibilizando US $ 1,5 milhão em financiamento para dois ensaios clínicos que avaliam novas terapias médicas e comportamentais, com ênfase na abordagem das condições de saúde física e mental que frequentemente acompanham o autismo.

O objetivo é identificar soluções de curto prazo para comportamentos relacionados ao autismo que melhorem a qualidade de vida e desenvolvam tratamentos aprimorados para as condições médicas que afetam muitas pessoas no espectro.

Crianças e adultos afetados pelo autismo têm taxas surpreendentemente altas condições de saúde mental e médica, incluindo epilepsia, distúrbios gastrointestinais, distúrbios do sono e ansiedade, bem como comportamentos e desafios de comunicação que podem interferir na segurança, no aprendizado e na função diária.

Ao convidar aplicativos para esse financiamento, a Autism Speaks está procurando pesquisas que enfatizem o seguinte:

1- Os resultados desejados (metas) devem incluir melhorias em uma ou mais condições médicas e / ou mentais associadas ao autismo, além de melhorias nos sintomas desafiadores do autismo que diminuem a qualidade de vida;

2- O Autism Speaks dará preferência a estudos clínicos que incluam participantes menos capazes cognitivamente. Cerca de um terço das pessoas com autismo tem uma deficiência intelectual, e esta população tem sido sub-representada na pesquisa do autismo;

3- O estudo deve incluir medidas objetivas, ou biomarcadores, de melhorias e outras mudanças ao longo do ensaio clínico. Isso está de acordo com o objetivo estratégico da Autism Speaks de promover consenso e objetividade na forma como a pesquisa do autismo identifica e mede os benefícios de novas terapias, serviços de apoio e outras abordagens para melhorar a qualidade de vida das pessoas no espectro.

A Fundação José Luiz Egydio Setúbal através do Instituto Pensi, seu braço de ensino e pesquisa e responsável pela continuidade do Autismo & Realidade pensa em um futuro não muito distante reiniciar os projetos de pesquisa financiados pela instituição, com este tipo de atuação, pretendemos conhecer melhor as crianças brasileiras com a condição do TEA.

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Fonte: https://www.autismspeaks.org/science/science-news/autism-speaks-launches-15-million-funding-opportunity-treatment-studies

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substituto para o cuidado médico e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais.

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740)Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP.Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

NOSSAS INICIATIVAS
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade