PESQUISAR

Residência Médica
Residência Médica
Como enfrentar o estresse em tempos de Covid-19
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Como enfrentar o estresse em tempos de Covid-19

Como enfrentar o estresse em tempos de Covid-19

25/06/2020
  251   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Tempos de Covid-19 são especialmente desafiadores, que podem trazer estresse. Muitas vezes, avaliamos que nossos recursos para enfrentá-los são insuficientes ou exagerados. Por exemplo, podemos “descontar a raiva em outra pessoa”. Agimos como se ela fosse “culpada” pelo que a situação de confinamento está nos fazendo passar. Direta ou indiretamente, nos comportamos como se ela fosse a causa do problema. Ou então, “fugimos” dela. Se não podemos estar com ela, através de um contato direto, mais pessoal e íntimo, então nos recusamos a utilizar os recursos disponíveis (conversas online, vídeos, mensagens por WhatsApp ou e-mail) para estar com ela. Podemos, ao contrário, correr riscos não recomendados, nos expondo à possibilidade de ficar infectados ou de infectar outras pessoas. Em uma palavra, extravasamos os sentimentos, pondo culpa, fugindo, negando a realidade, estabelecendo confrontos que podem nos prejudicar, prejudicar os outros e em nada colaborar para uma situação, em si mesma difícil.

Essas formas de confronto com a realidade atual, que tanto alterou nossa rotina de vida, são mais graves ainda se aplicadas às crianças pequenas. É que elas não têm ainda recursos suficientes para compreenderem a situação que estamos vivendo. Por certo, vivem intensamente a experiência, observam diferenças. Se seus pais estão, agora, mais tempo ou todo o tempo em casa, anseiam por um maior contato com eles. Querem passar um tempo juntos, brincar com eles, serem cuidadas por eles. Como eles reagem a essa situação? Como conciliam continuar trabalhando e cuidar da casa, bem como “substituir” os professores da Escola de Educação Infantil de seus filhos, brincar e cuidar deles, protegê-los?

Projetar nas crianças a raiva ou estresse por essa situação não desejada, fingir que não está acontecendo nada, fugir da situação ou se expor a riscos que não valem a pena, não são a melhor forma de enfrentamento. Melhor do que isso talvez seja enfrentar, com certa ludicidade, os problemas “da vez”, aproveitar a situação para estar e conhecer melhor os filhos, aceitar, conviver e compreender essa situação que nos pede para coordenar muitos aspectos ao mesmo tempo, e, quem sabe, “perdoar” o vírus pelos males que está causando a nós e ao mundo como um todo. Fazer do momento, uma oportunidade para resgatarmos nossa condição de parte da natureza, uma parte muito “poderosa” e, ao mesmo tempo, frágil e sensível que, às vezes, morre ou adoece por conta de um vírus invisível.

Saiba mais:

Como lidar com o estresse infantil durante a pandemia da Covid-19?

Lino de Macedo

Lino de Macedo

Professor Emérito do Instituto de Psicologia (USP), assessor pedagógico do Instituto PENSI, integrante da Cátedra de Educação Básica do IEA (USP), membro da Academia Paulista de Psicologia e do Comitê Científico do Núcleo Ciência pela Infância.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

NOSSAS INICIATIVAS
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade