PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Como escolher a atividade física de seu filho?
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Como escolher a atividade física de seu filho?

Como escolher a atividade física de seu filho?

27/12/2012
  655   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

As crianças devem praticar o exercício que possuem afinidade e que contribui com um crescimento saudável

crianças e atividade física

Não existe uma idade ideal para iniciar uma atividade física. O importante é que ela seja lúdica, traga prazer e benefícios aos pequenos.

Até os 9 anos, a criança deve passar pelo maior número de esportes possíveis. Assim sendo, as escolinhas de esportes são as mais indicadas para crianças pequenas. É importante que elas tenham vivência dos esportes:

1. Terrestres e aquáticos;

2. Individuais e coletivos;

3. Com bola e sem bola.

Alguns exemplos de atividades:

:: Natação

A natação pode ser praticada a partir da primeira infância, sem restrição de idade. Ou seja, com poucos meses, o bebê já pode se dedicar às atividades na piscina. Os cuidados ficam por conta da evolução que, inicialmente, é feita de maneira lúdica, com alguma técnica, para só depois partir para o treinamento propriamente dito. O ideal é que as crianças só comecem a participar de competições a partir dos 9 anos.

O volume de treino deve ser adequado à faixa etária e aos níveis de desempenho de cada um.

:: Ginástica Artística

A ginástica artística infantil pode ser praticada desde os 2 anos de idade. Nessa fase são oferecidos exercícios de equilíbrio e coordenação, baseados em circuitos diversos. A ginástica deve ser oferecida como uma brincadeira, explorando-se ao máximo a sala para evitar riscos de lesões. Para crianças acima de 5 anos, as sessões não devem passar de 2 vezes por semana, com no máximo 1 hora de duração.

O ideal é que as competições sejam evitadas quando ainda pequenos. As mesmas devem acontecer a partir dos 9 anos, quando a criança já apresenta uma maior maturidade emocional. Mesmo nessa idade, os treinos devem ser de no máximo 2hrs/dia, 3 vezes por semana.

:: Atletismo

A criança, desde que começa a caminhar, já está apta a fazer atletismo. A idade não determina a performance e sim a forma de execução da atividade. O recomendável é que, até os 13 anos, os exercícios sejam mais lúdicos, mas sempre trabalhando as habilidades de correr, saltar e lançar. A criança não deve fazer nenhum treinamento láctico (onde ocorre acúmulo de lactato) antes dos 13 anos, e os treinamentos aeróbicos não devem passar de dez minutos. Essa fase de introdução é chamada de mini atletismo.

:: Futebol

Aos 3 anos de idade, já é possível ingressar numa escolinha de futebol para um trabalho mais lúdico. O treinamento mais específico, no qual serão passados os fundamentos do futebol, como chute a gol, passe e domínio de bola, começa por volta dos 6 anos. Ainda que essa criança não tenha o objetivo de subir de categoria e se tornar um profissional, inserir essa atividade na rotina dos pequenos traz diversos benefícios.

Isso porque o futebol é um esporte coletivo que contribui para a sociabilização e pela formação do caráter do indivíduo, que precisa respeitar regras e a orientação de seu superior.

Além disso, crianças que têm contato com essa atividade tendem a estar mais bem preparadas para lidar com situações de vitória e derrota. Do ponto de vista físico, trabalha-se muito a coordenação, a força, a velocidade e a resistência. Outro benefício é que, por ser um esporte de impacto, fortalece também a formação dos ossos.

:: Artes marciais

As artes marciais na infância auxiliam no desenvolvimento disciplinar e psicomotor, trabalhando coordenação motora, equilíbrio e a condição cardiorrespiratória. Todos os golpes são praticados para ambos os lados e esta bilateralidade trabalha o corpo da criança como um todo, equilibrando a força, a flexibilidade e a coordenação.

Além dos benefícios físicos, essa atividade também promove a autoestima, o controle emocional e a obediência.

A melhor idade para iniciar a atividade é por volta dos 7 anos de idade, sendo que até os 13 anos, o treinamento deve ser menos intenso no que se diz respeito aos combates. O treinador deverá impor os limites para evitar a sobrecarga de esforço que poderá ocasionar lesões nos pequenos, pois há uma grande ansiedade para as situações de luta.

:: Surfe

O imprescindível para a iniciação ao surfe é que os pais procurem uma escolinha especializada com equipamentos adequados e que minimizem os riscos. A partir dos 4 anos de idade é possível iniciar a atividade. A iniciação pode ser feita na piscina. Os principais benefícios da prática são a melhora na autoestima, sociabilização, coordenação motora, concentração, força e o fortalecimento do sistema cardiorrespiratório, além de colocar a criança em contato com a natureza.

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade