PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Como fazer o seu filho a comer mais proteínas
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Como fazer o seu filho a comer mais proteínas

Como fazer o seu filho a comer mais proteínas

14/07/2016
  2469   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Preocupado se seu filho não está recebendo proteína suficiente?

 

Com dois anos, Maria come a cada vegetal em seu prato, mas quando ela tenta uma mordida de carne, cospe imediatamente. “É um pouco preocupante, porque eu sei que a proteína é importante”, diz sua mãe, numa situação muito comum. Os nutricionistas concordam que a proteína é uma parte fundamental da dieta de uma criança. Ela dá o suporte para o crescimento e desenvolvimento muscular, e alimentos com proteínas, muitas vezes, têm ferro, um nutriente essencial que nosso corpo não produz sozinho.

 

Seja qual for a razão para a aversão de seu filho às carnes (textura, sabor, pura obstinação), a boa notícia é que existem muitas outras fontes de proteína. Além disso, as crianças não precisam tanto dela como se poderia pensar.

 

De acordo com o Guia Alimentar do Canadá, crianças com idades entre dois e oito anos precisam do equivalente ao que um adulto consome ao longo do dia – 85 gramas de carne, ¾ xícara de leguminosas ou duas colheres de sopa de pasta de amendoim. Não existe uma recomendação oficial para crianças entre 12 e 24 meses, talvez 30 gramas servindo em cada refeição, ou mesmo duas vezes por dia: Isso poderia ser metade de um ovo, ¼ xícara de húmus ou uma colher de sopa de manteiga de amendoim. Aqui estão algumas dicas para ajudar a sua criança começar sua parte.

 

 

  • Mude a textura

 

Uma vez que muitas crianças não gostam da textura da carne, tente cozinhá-la de uma forma que pode ser mais atraente para eles. Pode utilizar carne de porco, peixe ou frango mais macia e fácil de comer. Carne moída é mais fácil de mastigar, também, boas para servir com espaguete ao molho de carne, pimentões e tacos.

 

 

  • Mais  Vegetariano

 

Legumes, nozes e sementes são boas fontes de proteína alternativas à carne, e oferecem mais benefícios nutricionais, como fibras e carboidratos complexos. O feijão preto ou outros cozidos como as lentilhas também são uma dica. Porém, mesmo que nozes e sementes sejam boas fontes de proteína, oferecem também risco de asfixia para crianças menores de quatro anos de idade, e, por isso, é necessário que se mantenha observação da crianças para ingestão destes alimentos.

 

 

  • Lembre-se de lácteos e ovos

 

Proteínas animais não têm de vir apenas da carne. Os laticínios e os ovos são boas fontes também. Queijo cottage e iogurte grego são particularmente ricos em proteínas, mas tenha em mente que é importante escolher produtos com alta gordura do leite, o que as crianças necessitam para os seus cérebros e corpos em crescimento. Os ovos também são opção versátil, pois podem ser misturados em massas, batatas e outros pratos, e você pode fazê-lo de diversas formas como cozido, frito, mexido, omelete e até gemada.

 

 

  • Pense como uma criança

 

Crianças adoram petiscos e mergulhar as comidas em molhos. Tente dar pequenos pedaços de carne e um molho saudável como húmus, com algum pão pita ou legumes. Para tornar o peixe atrativo, você pode oferecer molhos saborosos como maracujá e maionese. Outros alimentos para comer com as mãos e com alto teor de proteína são as ervilhas verdes e milho. Você também pode acompanhar as refeições com incentivo divertido como, “Uau, você terminou sua proteína e a proteína ajuda a ficar forte! Veja seus músculos!” Só não faça mesa de jantar um campo de batalha ou ofereça recompensas para comer alguma coisa.

 

Dica do especialista:  crianças até um ano de idade são geralmente muito mais interessados ​​em comer quando estão incluídos na preparação de refeições e quando eles têm uma escolha do que comer.

 

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Fontes: http://www.todaysparent.com/

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade