PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Especial férias: skate, patins e patinete
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Especial férias: skate, patins e patinete

Especial férias: skate, patins e patinete

26/06/2013
  605   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Saiba como prevenir as crianças contra acidentes por meio desses três meios de diversão

Especial férias skate, patins e patinete

Todos os skatistas e patinadores devem usar equipamentos de proteção. Os capacetes são particularmente importantes para prevenir e para minimizar lesões na cabeça. Os pilotos devem usá-los de maneira que eles atendam as normas de segurança aprovadas e que sejam projetados especificamente para reduzir os efeitos dos riscos durante o período em que se anda de skate, de patins e de patinete.

Comunidades devem continuar a desenvolver pistas de skate para crianças, pois elas são mais propensas a serem monitoradas de forma que a segurança seja mantida nas rampas e nos saltos dados pelos pequenos. Até a patinação precisa de um lugar designado para a prática.

A maioria dos acidentes ocorre devido às quedas. Pilotos inexperientes só devem andar rápido quando houver segurança para isso e eles devem praticar quedas, caindo na grama ou em outras superfícies macias. Antes de conduzir, os pais e os responsáveis devem pesquisar o terreno para observar os obstáculos, tais como buracos, pedras ou quaisquer detritos. Proteções para os pulsos, para os cotovelos e para os joelhos devem ser sempre usadas.

As crianças nunca devem usar esses brinquedos perto de tráfego. Aquelas que têm menos de oito anos de idade precisam ser supervisionadas em todos os momentos.

Por Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade