PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Exposição à TV pode levar a agitação nos bebês
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Exposição à TV pode levar a agitação nos bebês

Exposição à TV pode levar a agitação nos bebês

12/06/2014
  560   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

bebe-vendo-televisao

Há muito tempo sabe-se que crianças menores não devem ser expostas muito tempo às TVs. Os bebês que têm problemas com a regulação deste tempo pela limitação por parte dos pais também tendem a ter mais exposição na mídia. Os pais podem ser especialmente suscetíveis ao se beneficiar de ajuda com o gerenciamento desses aspectos do desenvolvimento de seus filhos, de acordo com o estudo, sobre o assunto publicado na revista Pediatrics de maio (2014).

Os autores descrevem as dificuldades deste limite de tempo e a relação com problemas como: sono, regulação e atenção emocional auto-calmante. Eles analisaram dados de 7.450 crianças na Primeira Infância nascidas em 2001, que inclui informações relatadas pelos pais aos 9 meses e 2 anos de idade.

Os pesquisadores compararam as taxas de problemas de regulação e os seus índices de uso de mídia pelas crianças. Eles descobriram que os bebês e crianças a quem os pais são caracterizados como mais exigentes e com outras dificuldades de regulação também teve maior exposição à mídia. Mesmo depois de considerar outros fatores que influenciam essas características, como fatores sociodemográficos e ambiente familiar, não ficaram claros se o uso pelas crianças dos meios de comunicação tem relação com a à sua birra, ou se o uso da mídia de alguma forma contribuiu para as suas dificuldades de regulação.

Os autores observaram que a primeira infância é um momento crucial para a formação de hábitos de mídia ao longo da vida, e levantou o possível benefício de intervenções para ajudar os pais a gerir comportamentos difíceis de seus filhos, bem como gerenciar seu tempo de mídia. Tanto para a quantidade como pelo conteúdo.

Ao meu ver, este é o grande desafio dos pais, com tanto acesso à mídias (tablets, games, TV, dvd, etc) saber o que, quando e quanto tempo é um problema sem muitas respostas claras e científicas.  Aguardemos os próximos capítulos da discussão.

 

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Fonte: Infant Self-Regulation and Early Childhood Media Exposure – Pediatrics may 2014

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substitutas para o tratamento médico e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais.

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade