PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
A influência de celulares e tablets sobre o sono
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
A influência de celulares e tablets sobre o sono

A influência de celulares e tablets sobre o sono

19/12/2017
  1018   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Recentemente uma revisão com meta análise muito interessante foi publicada no JAMA Pediatrics, onde se analisou a influência de celulares e tablets sobre a qualidade do sono em crianças.

Sabemos que o sono é de importância fundamental no desenvolvimento biopsicossocial, no processo de crescimento e ainda na fixação de memória. Portanto, o sono tem efeito ímpar sobre a qualidade do aprendizado escolar e também sobre a forma como a criança se relaciona em seu ambiente. A quantidade e qualidade inadequadas de sono constituem questão relevante do ponto de vista de saúde pública.

Nesse estudo, foi demonstrada uma associação significativa entre o uso de celulares e tablets no período da noite e quantidade e qualidade inadequadas de sono, além de sonolência excessiva durante o dia.

Nós que trabalhamos em consultórios sabemos da quantidade de pais que procuram auxílio quando seus filhos são vistos como desatentos e com dificuldade no aprendizado. Nesse sentido é importante que o profissional saiba orientar e conheça o perfil epidemiológico comportamental dessa população de pacientes. Da mesma forma é importante que a população de pais saiba que a luz azul projetada pela tela dos eletrônicos sobre seus filhos inibe a secreção de melatonina, um hormônio que se relaciona com o sono e que é secretado à noite pelo corpo humano.

Essas informações são importantes para que uma abordagem conjunta entre professores, profissionais de saúde e pais cuidem em preservar o sono e a saúde das crianças, favorecendo o uso saudável dos recursos tecnológicos (celulares e tablets) com bom senso, especialmente no período da noite.

Jama Pediatrics Vol. 170 Nr. 12 Página: 1202 – 1208 (01/12/2016)

Comunicação PENSI

Comunicação PENSI

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade