PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Dia Nacional da Vacinação lembra a importância de manter a caderneta atualizada
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Dia Nacional da Vacinação lembra a importância de manter a caderneta atualizada

Dia Nacional da Vacinação lembra a importância de manter a caderneta atualizada

17/10/2021
  232   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Neste domingo (17 de outubro) é celebrado o Dia Nacional da Vacinação, data que serve para lembrar a importância da imunização para a prevenção de diversas doenças, seja em crianças ou adultos de todas as idades. Durante todo o mês, o Ministério da Saúde já vem promovendo a Campanha Nacional de Multivacinação para crianças e adolescentes, com o objetivo de atualizar a caderneta de vacinação de todos os menores de 15 anos.

O Programa Nacional de Imunizações (PNI) oferece 18 vacinas para crianças e adolescentes, sendo elas: BCG, hepatite A e B, Penta (DTP/Hib/Hep B), Pneumocócica 10 valente, VIP (Vacina Inativada Poliomielite), VRH (Vacina Rotavírus Humano), Meningocócica C (conjugada), VOP (Vacina Oral Poliomielite), febre amarela, Tríplice viral (sarampo, rubéola, caxumba), Tetraviral (sarampo, rubéola, caxumba, varicela), DTP (tríplice bacteriana), Varicela e HPV quadrivalente (Papilomavírus Humano).

Além disso, estarão disponíveis para atualização da caderneta de adolescentes as seguintes vacinas: HPV, dT (dupla adulto), febre amarela, Tríplice Viral, Hepatite B, dTpa e Meningocócica ACWY (conjugada).

Reaparecimento de doenças

Referência internacional por seu programa de vacinação, o Brasil vive desde 2016 uma situação de queda nas coberturas vacinais. Isso facilitou o retorno ao país de doenças como o sarampo – que havia sido erradicado – e pode levar até mesmo à volta da poliomielite.

 

Em 2019, pela primeira vez na série histórica, nenhuma das vacinas oferecidas pelo PNI para crianças com até 1 ano chegou aos patamares desejados de cobertura em todo país. Entre os municípios, a meta também não vem sendo batida, o que abre espaço para a criação de bolsões de pessoas suscetíveis às doenças.

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), cerca de 3 milhões de vidas são salvas todos os anos no mundo todo graças às vacinas que previnem poliomielite, difteria, tétano, coqueluche, sarampo e gripe.

“O Porquê das Vacinas”

Parte dessa queda na cobertura vacinal brasileira está relacionada à disseminação cada vez maior de notícias falsas, as chamadas fake news, principalmente nas redes sociais, que levantam questionamentos sobre a eficácia das vacinas ou quando as crianças devem ser imunizadas. Com o objetivo de esclarecer alguns desses questionamentos, o canal Saúde na Infância, do Sabará Hospital Infantil, lançou a série “O Porquê das Vacinas” no YouTube.

Em seis episódios, os apresentadores Tania Khalill e Jair Oliveira trazem diferentes temas relacionados à imunização em crianças, acompanhados de especialistas para tirar dúvidas e contar um pouco sobre as pesquisas mais recentes relacionadas ao assunto. Não deixe de assistir!

 

Comunicação PENSI

Comunicação PENSI

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade