PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Dicas de tratamento e prevenção de queimaduras para famílias
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Dicas de tratamento e prevenção de queimaduras para famílias

Dicas de tratamento e prevenção de queimaduras para famílias

19/09/2023
  1573   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

No início de minha vida profissional como pediatra, as queimaduras eram uma lesão comum entre as crianças. Hoje em dia, depois da diminuição da concentração do álcool de 90% para 60% e da proibição da tampa com orifício, as queimaduras diminuíram muito, mas ainda são comuns em outras circunstâncias e são importantes porque podem causar lesões permanentes e cicatrizes na pele. As causas mais comuns são:

  1. Queimaduras solares;
  2. Água ou outros líquidos quentes;
  3. Fogo, contato elétrico e produtos químicos.

Etapas de tratamento imediato para queimaduras:

  • Quando tiver alguma criança ou adulto com uma queimadura, aja o mais rápido possível, mergulhando a queimadura em água fria. Não hesite em fazer correr água fria sobre a queimadura por tempo suficiente para resfriar a área e aliviar a dor imediatamente após a lesão.
  • Resfrie qualquer roupa fumegante imediatamente, embebendo-a em água e, em seguida, remova qualquer roupa da área queimada, a menos que esteja grudada firmemente na pele. Nesse caso, corte o máximo de roupas possível.
  • Se a área lesada não estiver com secreção, cubra a queimadura com uma compressa de gaze estéril ou um pano limpo e seco.
  • Se a queimadura estiver com secreção, cubra-a levemente com gaze estéril, se disponível, e procure atendimento médico imediatamente. Se a gaze estéril não estiver disponível, cubra as queimaduras com um pano limpo.

 O que não fazer para uma queimadura?

  • Não use gelo em uma queimadura. Pode atrasar a cicatrização;
  • Não esfregue uma queimadura. Pode aumentar a formação de bolhas;
  • Não fure as bolhas (se houver);
  • Não coloque manteiga, graxa, mostarda ou pó em uma queimadura.

Para algo mais sério do que uma queimadura superficial, ou se a vermelhidão e a dor persistirem por mais de algumas horas, entre em contato com seu pediatra ou um serviço médico. Todas as queimaduras elétricas e queimaduras nas mãos, boca ou órgãos genitais devem receber atenção médica imediata. Os produtos químicos que causam queimaduras também podem ser absorvidos pela pele e causar outros sintomas.

Em alguns casos raros, a hospitalização pode ser necessária:

  • Se as queimaduras forem de terceiro grau (que é quando ocorre o comprometimento da epiderme, derme e tecido celular subcutâneo; a área pode apresentar-se pálida, textura semelhante ao couro, ter sensibilidade tátil e a pressão diminuída);
  • Se 10% ou mais do corpo estiverem queimados;
  • Se a queimadura envolver o rosto, mãos, pés ou órgãos genitais, uma articulação em movimento ou completamente uma parte do corpo;
  • Se a criança for muito pequena ou exigente e, portanto, muito difícil de tratar em casa.

Veja 10 dicas para proteger as crianças de queimaduras:

  • Evite carregar seu bebê e líquidos quentes como café, chá ou sopa ao mesmo tempo. Não segure ou embale seu bebê perto de líquidos quentes no fogão ou na mesa. Até mesmo um pequeno respingo pode queimar seu bebê.
  • Proteja seu filho(a) de queimaduras de água da torneira. Ajuste seu aquecedor de água para que a temperatura mais quente na torneira não ultrapasse 50 °C.
  • Certifique-se de que crianças pequenas não alcancem o micro-ondas. Além disso, mexa bem os alimentos preparados no micro-ondas ou deixe-os repousar por dois minutos para que o calor se distribua uniformemente.
  • Não deixe alimentos cozinhando no fogão sem vigilância.
  • Lareiras, fogões a lenha e aquecedores a querosene devem ser protegidos para que seu filho(a) não se aproxime deles. Lareiras a gás com portas de vidro e portas de forno ficam extremamente quentes, permanecem quentes por muito tempo depois que a lareira é desligada e podem causar queimaduras graves quando tocadas. Verifique aquecedores elétricos de rodapé, radiadores e até aberturas de fornos de ar quente para ver o quão quentes eles ficam quando o calor está ligado.
  • Não acenda velas em áreas de fácil acesso para crianças. Guarde fósforos, isqueiros e velas fora do alcance do seu filho(a). Além disso, evite fumar em ambientes fechados e nunca permita que ninguém fume perto de seu bebê.
  • Pratique a segurança contra incêndios em casa. Instale extintores de incêndio e detectores de fumaça nos corredores fora dos quartos, cozinha, sala de estar e próximo ao forno (pelo menos um em cada andar da casa). Pratique exercícios de incêndio em família: ensine seus filhos a parar, cair e rolar no chão caso suas roupas peguem fogo.
  • Tranque líquidos inflamáveis ​​em casa. É melhor armazená-los fora de casa, fora do alcance das crianças e longe de fontes de calor ou ignição.
  • Evite usar fogos de artifício, mesmo aqueles destinados ao uso do consumidor.
  • Proteja a pele do seu filho(a) de muito sol. Tente limitar sua exposição ao sol entre 10h e 16h, quando os raios UV são mais fortes. Use roupas protetoras e protetor solar. Em dias quentes e ensolarados, também proteja as crianças de superfícies quentes, como escorregadores de playground e pavimentos escuros.

 

Fonte:

American Academy of Pediatrics Council on Injury, Violence Poison Prevention

 

Saiba mais:

https://institutopensi.org.br/blog-saude-infantil/micro-ondas-conselhos-de-seguranca-para-evitar-queimaduras/

https://institutopensi.org.br/blog-saude-infantil/dicas-para-proteger-a-crianca-contra-queimaduras/

https://institutopensi.org.br/voce-sabia-que-os-acidentes-sao-uma-das-principais-causas-de-mortes-na-infancia/

https://institutopensi.org.br/verao-e-epoca-de-cuidados-redobrados-com-criancas-no-sol/

 

Vídeo:

Queimaduras | Saiba o que deve e o que não deve ser feito | Primeiros Socorros

https://www.youtube.com/watch?v=-qH5b52cBdg

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

(CRM-SP 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, com especialização na Universidade de São Paulo (USP) e pós-graduação em Gestão na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás, David e Benjamim.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade

    Cadastre-se na nossa newsletter

    Cadastre-se abaixo para receber nossas comunicações. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade de Instituto PENSI.