PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Especial Cuidados de Verão: tome conta da saúde das crianças
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Especial Cuidados de Verão: tome conta da saúde das crianças

Especial Cuidados de Verão: tome conta da saúde das crianças

30/11/2011
  2019   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Chegamos no fim do Especial Cuidados de Verão. Abaixo, você confere as principais informações sobre as doenças que se pode pegar na praia, piscina e no mar; cuidados extras que se devem nesta época do ano; além dos mitos e verdades sobre os raios solares. Não perca!

Leia também: Especial Cuidados de Verão: sol, mar e proteção

Leia também: Especial Cuidados de Verão: fique atento à exposição ao sol

 

Tem problema ficar com o maiô molhado por muito tempo?
Deve-se
evitar roupas de banho molhadas para que não ocorram irritações na pele das crianças e/ou aparecimento de micoses.

Quais doenças podem ser transmitidas pela areia, água do mar ou piscina? Como evitar e tratar cada uma delas?
Além
do bicho geográfico (veja mais abaixo), perigo de a criança pegar toxoplasmose, transmitida por contato com animais (cães, gatos). Antes dos dois meses, os pequenos costumam levar tudo à boca e a areia é suja. Um dos perigos no mar, principalmente no Brasil, são as águas vivas que, em contato com a pele, provocam queimadura e é possível inflamação, sem contar que arde e gera incômodo. Outra possibilidade é o contato com águas contaminadas, pois transmitem germes que causam gastroenterites que se manifestam com diarreia, vômitos e inapetência (falta de apetite). Estes também são locais onde a transmissão de micoses é facilitada.

Quais são os fatores que aumentam a propensão a desenvolver câncer de pele?
Além
do fator genético, o sol acelera o envelhecimento da pele e aumenta as chances do desenvolvimento de câncer de pele.

Que cuidados devem ser tomados durante a viagem de carro?
Lembre-se
sempre de levar um kit com os medicamentos que a criança está acostumada a usar em caso de emergência. Cuidado com alimentação, evitar produtos prontos, frituras e de procedência desconhecida. No calor, a temperatura dentro do carro pode provocar desidratação. O ideal é manter os vidros abertos e oferecer líquidos e frutas às crianças. E sempre leve brinquedos para distrair os pequenos ao longo do percurso.

Como tratar o bicho geográfico?
A
doença é transmitida pelas fezes de animais que defecam na areia e tem este nome por formar um desenho semelhante a um mapa na pele, quando atinge os seres humanos. Além disso, gera coceira e, se for do tipo Larva Migrans Visceral, pode atingir o fígado e os olhos.

Existem medicamentos específicos para esta infestação, entretanto, é importante fazer o diagnóstico correto, pois assim o tratamento será eficiente.

O que fazer se entrar um grão de areia nos genitais das crianças?
Um
banho com água doce é o ideal, acompanhado de troca da roupa. Além disso, é importante secar o local para evitar umidade e irritações.

A frieira é mais comum durante o verão? Como tratar?
É
causada por fungos e provoca irritação no espaço entre os dedos do e rachaduras na pele. Deve-se evitar andar descalço em piscinas, vestiários de clubes e nunca usar tolhas emprestadas. Evite coçar e procure um médico para seguir a orientação correta.

Que outros cuidados especiais devem ser tomados durante o verão?
Um
dos problemas do verão são as picadas de insetos. Antes de optar por um repelente, converse com seu pediatra.

Alimentação: não comprar comidas prontas que podem estar estragadas ou contaminadas. Evitar frituras, maioneses etc. Optar por frutas, sempre bem levadas e alimentos de procedência conhecida;

Acidentes: supervisionar crianças para evitar afogamentos ou que elas se percam na praia; 

Saiba mais sobre os afogamentos.

Cuidados com olhos e ouvidos: conjuntivites e otites são comuns nesta época do ano.

Mitos e verdades

É verdade que dentro dágua o sol queima mais?
Embora
a água reflita a luz, o problema é maior na areia.

O mormaço também queima?
Sim,
os raios ultravioletas atravessam as nuvens e chegam à pele.

A roupa ou toalha podem tirar o protetor solar?
O
atrito pode retirar o produto e diminuir a proteção. Deve-se reforçar a aplicação.

Atualizado em 9 de fevereiro de 2024

Dra. Fátima Fernandes

Dra. Fátima Fernandes

Diretora Executiva do Instituto PENSI. Graduada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, com Residência Médica em Pediatria pelo Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo. É mestre em Alergia e Imunologia pela Universidade Federal de São Paulo e possui MBA em Gestão em Saúde pelo IBMEC.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade

    Cadastre-se na nossa newsletter

    Cadastre-se abaixo para receber nossas comunicações. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade de Instituto PENSI.