PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Lidando com problemas escolares: cinco dicas de como conversar com o(a) professor(a) de seus filhos
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Lidando com problemas escolares: cinco dicas de como conversar com o(a) professor(a) de seus filhos

Lidando com problemas escolares: cinco dicas de como conversar com o(a) professor(a) de seus filhos

21/09/2023
  1143   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Como pais, muitas vezes ficamos em dúvida de quando e como agir com os problemas escolares de nossos filhos. Raramente, temos informações através deles mesmos sobre a vida na escola e, às vezes, o pouco que sabemos são as notas que vem nos boletins.

​Em algum momento durante a vida escolar de seus filhos, você pode ser convidado(a) a ir à escola para discutir uma preocupação ou um assunto específico. Se isso acontecer, agende a reunião o mais rápido possível, pois é melhor resolver a maioria dos problemas o quanto antes.

Outras vezes, você pode apenas sentir vontade de saber como está indo a vida escolar de seus filhos. Durante a reunião de pais e professores, alguns pais sentem que estão na defensiva e não sabem como reagir. Então, aqui estão algumas dicas úteis para manter em mente:

  • Não se sinta ameaçado(a). O desenvolvimento da maioria das crianças é desigual e, muitas vezes, há uma área do desempenho de uma criança que poderia ser melhorada. Evite julgar e ouça atentamente o que os professores têm a dizer.
  • Peça detalhes sobre o que está acontecendo. Por exemplo: “Você poderia me dar um exemplo do que está acontecendo? Com ​​que frequência isso acontece? Como o(a) professor(a) e os outros alunos respondem a esse comportamento específico? É um episódio isolado ou um padrão de comportamento?”
  • Esteja aberto(a) à ideia de que situações dentro da sua família possam estar contribuindo para as dificuldades do seu filho(a). Compartilhe-os conforme julgar apropriado (como perda recente de emprego ou morte na família).
  • Aborde a situação como uma parceria ao discutir o problema e as possíveis soluções. Procure maneiras de trabalhar juntos e melhorar a situação.
  • Se o problema for relativamente simples, você e os professores poderão decidir durante a conversa que ação precisa ser tomada. Antes do final da reunião, determine como e quando vocês farão o acompanhamento para avaliar o sucesso das intervenções e o progresso do seu filho(a). Quais são as coisas que você procurará para avaliar o progresso deles (como se comportar melhor nas aulas)? E como esse progresso será comunicado a você?

Se achar que a opinião de outro profissional seria útil para avaliar o problema ou sugerir possíveis soluções, fale com a direção da escola ou com outro membro da equipe de apoio (como conselheiros e psicólogos). Isso pode ser com ou sem a presença do(a) professor(a). Você também pode decidir buscar uma opinião independente de alguém de fora do sistema escolar. Peça a opinião do pediatra ou um encaminhamento.

 

Fonte:

Adaptado de “Caring for Your School-Age Child: Ages 5 to 12”, 3rd edition (Copyright © 2018 American Academy of Pediatrics)

 

Saiba mais:

https://institutopensi.org.br/blog-saude-infantil/experiencias-traumaticas-precoces-e-as-dificuldades-escolares/

https://institutopensi.org.br/blog-saude-infantil/as-suspensoes-e-expulsoes-escolares/

https://institutopensi.org.br/cyberbullying-agora-que-vem-o-pior/

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

(CRM-SP 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, com especialização na Universidade de São Paulo (USP) e pós-graduação em Gestão na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás, David e Benjamim.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade

    Cadastre-se na nossa newsletter

    Cadastre-se abaixo para receber nossas comunicações. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade de Instituto PENSI.