PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
A importância da formação inicial para novos voluntários em ambiente hospitalar
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
A importância da formação inicial para novos voluntários em ambiente hospitalar

A importância da formação inicial para novos voluntários em ambiente hospitalar

09/03/2023
  1037   
  2
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

No dia 25 de fevereiro, tivemos a nossa formação inicial de novos voluntários no modelo hibrido. Após o período mais crítico da pandemia, pudemos retomar (com muita cautela) aos trabalhos presenciais, e vimos uma necessidade de manter a formação nos dois formatos, presencial e on-line.

E por que é tão importante ter um processo seletivo organizado e estruturado? Isso ocorre para mantermos a qualidade dos trabalhos, selecionando candidatos que realmente querem fazer a diferença e acreditam no trabalho voluntário como transformação do ser humano para uma sociedade melhor.

Além do nosso processo seletivo ser muito bem estruturado, a nossa formação inicial é bastante completa. Ela é composta por informações não só sobre o que é ser um voluntário como também princípios básicos da psicologia infantil e segurança hospitalar, tanto para si, como para o paciente.

A formação inicial tem um aspecto crucial para garantir que esses voluntários possam oferecer o melhor atendimento possível às crianças e suas famílias, ao mesmo tempo em que recebem uma experiência enriquecedora e significativa.

O primeiro aspecto que deve ser abordado na formação inicial é o conhecimento sobre a instituição em que vai atuar e a real compreensão das necessidades e particularidades das crianças hospitalizadas. As crianças têm necessidades muito diferentes dos adultos, tanto em termos de cuidados médicos quanto de suporte emocional. Por isso, é fundamental que os voluntários aprendam a lidar com as particularidades do público infantil, compreendendo suas características físicas, emocionais e cognitivas.

Além disso, os voluntários devem ser capacitados para oferecer um ambiente seguro e acolhedor para as crianças, trazendo um pouco da realidade da criança para dentro do ambiente hospitalar. Sempre atuando com a ludicidade, o brincar. É importante salientar também que todas as orientações sobre higiene e paramentação são compartilhadas pelos especialistas. Nesse caso, contamos com a participação especial do nosso gerente da qualidade assistencial, Dr. Francisco Ivanildo Jr.

A formação inicial também pode ajudar os voluntários a desenvolver habilidades interpessoais, como comunicação, trabalho em equipe e desenvolvimento de técnicas que irão utilizar não só no trabalho voluntário, mas em sua vida pessoal e profissional. Essas habilidades são fundamentais para o sucesso de qualquer voluntário, pois ajudam a criar um ambiente colaborativo e produtivo, tanto com os colegas quanto com as crianças e seus familiares que serão atendidos por eles.

Outro aspecto crucial da nossa formação inicial é a capacitação para lidar com as emoções das crianças e suas famílias. Muitas vezes, as crianças hospitalizadas passam por momentos de ansiedade, medo e estresse, e os voluntários devem estar preparados para oferecer apoio emocional e conforto, além de ajudar a aliviar esses anseios. Convidamos também para falar sobre psicologia infantil a coordenadora da psicologia hospitalar, Cristina Borsari, que deu uma aula instruindo todos os voluntários para uma melhor atuação.

Outro ponto importante é entender que a formação inicial do nosso programa é que ela é dividida em duas etapas, a primeira etapa, que identificamos como teórica e a prática. Somente quem participou da formação integral teórica é que dá sequência para a prática.

Além da formação inicial que tem em média, mais de 20 horas de treinamento no Pronto-Socorro, Unidade de Internação e,  Unidade de Terapia Intensiva),  ele tem também diversas outras formações continuadas para enriquecer ainda mais a forma de atuação e aprendizados de diversas áreas, como psicologia infantil e brincar em ambiente hospitalar.

A formação inicial também deve abordar aspectos legais e éticos relacionados ao trabalho voluntário em um hospital infantil, incluindo a confidencialidade das informações das crianças e suas famílias, seus deveres e seus direitos na atuação como voluntário no Programa.

A etapa da formação é fundamental para que os voluntários possam desempenhar suas funções de maneira eficaz e responsável. Ela fornece habilidades, conhecimentos e competências necessárias para lidar com as demandas e desafios do trabalho voluntário, garantindo que os objetivos da organização sejam alcançados de forma colaborativa e eficiente.

Aos que se formaram nesta última turma: sejam bem-vindos! Que vocês possam realizar um trabalho com excelência e muito amor.

Caroline Sanches

Caroline Sanches

Coordenadora do programa de Voluntariado do Instituto PENSI no Sabará Hospital Infantil

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mensagem enviada

  • Wagner Fragoso disse:

    Parabéns Carol, o texto expressa todo o carinho e profissionalismo que você empenha na coordenação do voluntariado do hospital Infantil Sabará.

    A formação é o pilar para que os voluntários atuem da melhor maneira possível junto aos pacientes infantis e seus acompanhantes que também passam pela angústia e medo e ver seus queridos anjos hospitalizados.

    Belo trabalho!

  • Anderson Soares disse:

    Nesses ultimos dias, entre o processo seletivo, treinamento e início do trabalho voluntário, notei a importância do trabalho neste momento difícil em que as criancas estao passando juntamente com a sua família, vi que é de extrema importância para a recuperação e colaboramos para que este processo dificil não seja traumatizante aos envolvidos.

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade

    Cadastre-se na nossa newsletter

    Cadastre-se abaixo para receber nossas comunicações. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade de Instituto PENSI.