PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
AAP incentiva os pais a vacinar as crianças para se proteger contra o sarampo
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
AAP incentiva os pais a vacinar as crianças para se proteger contra o sarampo

AAP incentiva os pais a vacinar as crianças para se proteger contra o sarampo

11/03/2015
  925   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

sarampo

Estamos sempre dando alertas para a vacinação de sarampo, pois após muitos anos de silencio a doença voltou a aparecer em algumas regiões do mundo, como a Califórnia, estado americano. Este surto serve de lembrete da vulnerabilidade das crianças que não estão imunizadas.

O surto de sarampo que começou na Disneylândia, na Califórnia – e cresceu para mais de 50 casos confirmados em vários estados – é um lembrete austero de responsabilidade das nações para proteger nossos cidadãos mais vulneráveis. A Academia Americana de Pediatria (AAP) e seus pediatras (62.000 membros) convoca os pais, escolas e comunidades a comprometer-se a proteger bebês, crianças, adolescentes e adultos de todo o Mundo com a ferramenta mais eficaz que temos – a vacinação.

O sarampo é uma doença respiratória altamente contagiosa que se espalha facilmente através do ar ou em superfícies infectadas. Ela provoca erupção cutânea, febre alta, tosse, coriza e olhos lacrimejantes vermelhos; pessoas que estão infectadas com sarampo pode espalhar o vírus por até quatro dias antes que se desenvolvam sintomas. Em casos raros, pode causar encefalite que pode levar à surdez ou deficiência mental. De cada 1.000 pessoas que recebem o sarampo, 1 ou 2 morrerá.

As vacinas são uma das maneiras mais importantes que os pais podem proteger seus filhos de doenças muito reais que existem no nosso mundo. A vacina contra o sarampo é segura e eficaz. A AAP incentiva os pais a ter os seus filhos vacinados contra o sarampo, bem como outras doenças infecciosas, e de conversar com o pediatra do seu filho se tiver dúvidas sobre qualquer uma das suas vacinas recomendadas da criança.

A AAP, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, e da Academia Americana de Médicos de Família todos recomendam as crianças recebam a vacina tríplice; sarampo, caxumba e rubéola (MMR ou SCR em português) na idade de 12-15 meses, e novamente em 4-6 anos. As altas taxas de imunização em uma comunidade vai proteger aqueles que não podem ser vacinadas, incluindo crianças com menos de 12 meses de idade. Essas crianças estão em maior risco de doença grave, a hospitalização e morte por sarampo.

“O vírus do sarampo é um dos vírus mais contagiosas em humanos”, disse Yvonne Maldonado, MD, FAAP, vice-presidente do Comitê de AAP em Doenças Infecciosas. “O adiamento da vacinação deixa crianças vulneráveis ​​ao sarampo, quando é mais perigoso para o seu desenvolvimento, e isso também afeta toda a comunidade. Vemos sarampo espalhar mais rapidamente em comunidades com altos índices de vacinação atrasados ​​ou não atendidas. O declínio da vacinação para o seu filho coloca outras crianças em risco, incluindo crianças que são jovens demais para serem vacinados, e crianças que são especialmente vulneráveis ​​devido a certos medicamentos que está tomando. ”

 

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Fonte: Pediatrics mar- 2015

 

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substituto para o atendimento médico e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o seu pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais.

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade