PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Aprendendo sobre adolescentes assistindo filmes atuais
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Aprendendo sobre adolescentes assistindo filmes atuais

Aprendendo sobre adolescentes assistindo filmes atuais

12/12/2014
  1137   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

filme

Nos últimos dias fui ver dois bons filmes e que aconselho para pais de adolescentes. A minha curiosidade por um deles foi alimentada quando meu filho caçula já na faculdade me falou para ver o filme “Boyhood”, pois era o filme que ele mais se identificou na vida dele.

O primeiro, como mencionei é: “Boyhood – da infância à juventude” e o segundo “Homens, mulheres e filhos”. Neste mundo atual, quando as coisas mudam a todo momento, muitas vezes os pais ficam perdidos em entender seus filhos e estes de entenderem seus pais.

O “Boyhood”, acompanha a vida de um menino durante 12 anos, desde sua entrada na escola até sua ida para a faculdade. O curioso é que o filme também foi realizado em doze anos, e para isto acompanha os atores neste período de tempo. É uma história que mostra os conflitos pessoais de um garoto, a sua transformação em adulto, e os problemas familiares comuns a quase todas as pessoas.

“Homens, mulheres e filhos”, do mesmo diretor de “Juno”, onde abordava o tema da gravidez na adolescência, e agora nos mostra a história de quatro adolescentes americanos (mas podiam ser brasileiros) e suas famílias. O filme mostra muitos dos problemas da conectividade e do mundo virtual, onde só se fala por mensagens, da solidão desta alternativa, aborda temas com anorexia, bullying, comunicabilidade, iniciação sexual, pornografia virtual, entre outros assuntos, sempre de uma maneira leve, bem humorada e que faz as pessoas refletirem.

“Juno” é um filme mais antigo, de 2007, mas que também vale a pena ver ou rever, pois trata de maneira sensível toda a problemática da gravidez na adolescência, sem ser piegas. Todos os 3 filmes são muito bons e como “Juno”, devem concorrer aos prêmios de cinema no ano que vem.

Os filmes não irão responder todas as dúvidas ou mostrar soluções mágicas, mas poderá ser uma experiência interessante para conhecer a juventude atual, se reconhecer como pais de adolescentes e até ser uma ponte para discussão de temas e problemas que podem vir a afligir você ou seu filho. É também uma boa oportunidade de você poder sair com ele para fazer um bom programa.

http://www.menwomenchildrenmovie.com/

http://boyhoodmovie.tumblr.com/

https://www.youtube.com/watch?v=K0SKf0K3bxg

 

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade