PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Dia Nacional do Uso Racional de Medicamento faz alerta sobre a importância da pesquisa clínica em pediatria
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Dia Nacional do Uso Racional de Medicamento faz alerta sobre a importância da pesquisa clínica em pediatria

Dia Nacional do Uso Racional de Medicamento faz alerta sobre a importância da pesquisa clínica em pediatria

05/05/2018
  502   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Dia 5 de maio é o Dia Nacional do Uso Racional de Medicamentos, segundo o Ministério da Saúde a data foi criada para conscientizar a população quanto aos riscos à saúde causados pela automedicação, salientando que os altos índices de intoxicação por remédios são causados pelo uso indiscriminado de medicamentos.

A data também faz um alerta sobre a importância do incentivo à realização de pesquisa clínica em pediatria. Com a realização destas pesquisas é possível padronizar corretamente o uso de medicamentos, materiais e equipamentos médicos e verificar a eficácia e segurança em crianças. Desta maneira, é possível assegurar ainda que os pais ou cuidadores darão a dose correta da medicação em uma forma compatível com o tamanho da criança, evitando o erro
de dosagem.

Menos da metade dos medicamentos incluem rotulagem (bula) específica para as crianças, o que significa que os pediatras, muitas vezes, têm que decidir o que é apropriado para prescrever com base apenas em sua experiência clínica. Isto ocorre sem que tenham informações precisas fornecidas por estudos controlados sobre a eficácia e a segurança desses medicamentos.

“Nós pediatras, rotineiramente, prescrevemos diferentes tipos de medicamentos para pacientes de distintas faixas etárias e condições clínicas. Entretanto, de 30 a 80% destes medicamentos não foram adequadamente testados quanto à eficácia, segurança e dose apropriada, sendo consideradas aplicações off-label ou não aprovadas em Pediatria”, é o que explica Dra. Fátima Rodrigues Fernandes, Diretora Executiva do Instituto Pesquisa e Ensino em
Saúde Infantil (PENSI).

Saiba mais sobre este assunto:
– https://institutopensi.org.br/perguntas_frequentes/por-que- fazer-estudos- em-criancas/
– https://institutopensi.org.br/blog-saude- infantil/recomendacoes-sobre- uso-de-medicamentos-para- criancas/

– https://institutopensi.org.br/blog-saude- infantil/por-que- as-pesquisas- medicas-sao-importantes/
– https://institutopensi.org.br/blog-saude- infantil/medicando-na- dose-certa/

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substituto para o cuidado médico e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais.

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade