PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Evite mordidas de cachorro
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Evite mordidas de cachorro

Evite mordidas de cachorro

17/07/2012
  669   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Confira 11 dicas de como evitar e tratar feridas causadas por um cão

Todos os anos quase 5 milhões de americanos são mordidos por cães (não encontrei esta estatística aqui, no Brasil), e boa parte das vítimas têm menos de 14 anos de idade.

Durante campanha de prevenção contra mordidas de animais a Associação Americana de Veterinária divulgou as dicas abaixo, como medidas preventivas para pais e cuidadores protegerem as crianças:

1. Escolha bem o cachorro: Collies e Labrador (Retrievers) são alguns dos animais recomendados como seguros para crianças. Consulte um veterinário antes de escolher um cão para saber as características de personalidade das raças;
2. Socialize o cão de estimação: vá expondo o cachorro gradualmente às pessoas e a outros animais, acostumando-o com outras situações;
3. Treine o animal: ensine comando e faça o cachorro ser obediente. Evite brincadeira para atiçá-lo ou brigas com outro cão;
4. Mantenha a vacinação contra raiva e outras doenças atualizada;
5. Animais castrados são menos propensos a morder;
6. Nunca deixe bebês ou crianças pequenas a sós com animais;
7. Ensine seu filho a ver se o cão está acompanhado e se aparenta ser amigável. Oriente-o a solicitar ao proprietário autorização para acariciar o cachorro. Deixe o cão cheirar a criança e ensine o pequeno a tocar o animal suavemente, evitando a cabeça, a região próxima à boca e rabo dele;
8. Diga ao pequeno para não incomodar o cão, se ele estiver dormindo, comendo ou cuidando de outros cachorros;
9. Fale à criança para não correr perto de um cão, ele poderá entender como uma brincadeira e ir atrás dela;
10. Se você estiver sendo ameaçado por um cão, mantenha calma. Evite contato com os olhos. Fique parado até que o cachorro o deixe ou se afaste lentamente. Se você for derrubado, enrole–se como uma bola e proteja o rosto com as mãos;
11. Se um cão morder seu filho, limpe as pequenas feridas com água e sabão e procure atendimento médico para ferimentos maiores. Entre em contato com o veterinário do cachorro para verificar os registros de vacinação.

Por Dr. José Luiz Setúbal

Fontes: Portal da Saúde – Ministério da Saúde do Brasil, National Dog Bite Prevention Week, the American Academy of Pediatrics, American Veterinary Medical Association and the US Postal Service team

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade