PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
O Futebol
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
O Futebol

O Futebol

26/08/2014
  1251   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

futebol

Quantos meninos já não sonharam em ser verdadeiros campeões? Quantos já não sonharam com Pelé, Ronaldinho, Kaká, Julio Cesar, Neymar e tantos outros jogadores que fazem vibrar a torcida. Assim é a paixão pelo futebol. E essa paixão passa de geração em geração. Mas, e quais os benefícios da prática dessa modalidade esportiva? Quando nossos filhos podem começar a praticar? Quando parar? Quais os riscos de lesões?

O futebol é uma modalidade esportiva que nasce praticamente com os meninos. Desde muito pequenos, o “chutar a bola” torna-se algo obrigatório na rotina da maioria deles. Idade para começar? Não existe, pois a qualquer momento a criança pode chutar uma bola. No entanto, quando devemos realmente colocar nossas crianças nas escolinhas?

Não existe como definir uma idade ideal para a iniciação, pois ela depende de dois fatores diretamente relacionados: condição motora da criança e o prazer com que realiza determinada atividade. No futebol, a partir do momento que a criança inicia os primeiros chutes na bola, seja na rua, na praia, na escola ou no jardim de casa, ela já está inserida em uma metodologia da iniciação, estando apta a praticar essa modalidade. Obviamente que não me refiro aqui ao esporte de alto rendimento, isto é, passes perfeitos, domínio de bola, etc. O que importa aqui é o jogar.

A partir dos sete anos a criança já está apta a aprender os fundamentos e iniciar as competições. Entre os 7 e 12 anos, a criança atinge um ápice de sua capacidade motora, sendo capaz de concentrar-se, ter maior interesse pela modalidade, bem como um maior domínio corporal.

Além de todos os benefícios que a pratica de uma modalidade esportiva traz para as crianças, como ganho de força, resistência, habilidades diversas, o futebol possuí uma grande vantagem: é um esporte coletivo. Assim sendo, as crianças aprendem a trabalhar em equipe, a respeitar os companheiros, a lutarem uns pelos outros e a trocarem experiências diversas. Aprendem a ganhar e perder juntos. Mas acima de tudo aprendem a conviver com as diferenças e a respeitá-las. No entanto é muito importante que exista sempre a supervisão de um professor de Educação Física. Somente esse profissional será capaz de orientar as crianças de maneira correta, evitando a sobrecarga e as possíveis lesões decorrentes da prática esportiva.

maria helena

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade