PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
O sono infantil e a genética
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
O sono infantil e a genética

O sono infantil e a genética

19/08/2013
  496   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Pesquisa aponta as diferenças da duração do sono entre as crianças tendo também como base fatores ambientais

sono infantil e a genetica

Falar do sono do bebê deixa todo casal apreensivo e até com medo de ter filhos. Neste interessante artigo, vamos desmistificar um pouco o assunto ou não…

Um estudo com quase mil gêmeos canadenses, recém-nascidos, dos anos de 1995 a 1998, localizados em Montreal, descobriu que a genética desempenha papel importante no tempo em que bebês e crianças pequenas dormem à noite. Foi apurado que fatores ambientais são mais influentes para cochilos diurnos.

Os pais responderam questões sobre o sono dos filhos nas idades de 6, 18, ​​30 e 48 meses. Os pesquisadores analisaram as respostas e comparou-as com os resultados entre gêmeos fraternos e idênticos para trazer à tona quais os hábitos foram mais influenciados pela genética ao invés do meio ambiente.

Os resultados mostraram que a genética influencia como as crianças dormem à noite. Foi analisada também a persistência do sono de curta duração. No entanto, o tempo entre as crianças de 18 meses de idade também teve significante influência de fatores ambientais, o que sugere que é um bom momento para os pais implementarem estratégias para melhorar os hábitos de sono dos filhos nesse período.

A análise também mostrou que os fatores ambientais, ao invés da genética, são fortemente influenciados pelos hábitos infantis de sono diurno.

Estudos adicionais são necessários para determinar quais genes contribuem para a duração do sono noturno, curto e persistente, e que fatores ambientais são mais importantes para o sono diurno na Primeira Infância.

Saiba mais sobre sono infantil no nosso blog:

Televisão: o inimigo do sono infantil

Pausa para a soneca!

Hora do pesadelo

Os distúrbios do sono na infância

Por Dr. José Luiz Setúbal

Fonte: Genetic and Environmental Influences on Daytime and Nighttime Sleep Duration in Early Childhood

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mensagem enviada

  • Ana Francisca Borges Fenley Botelho Scholz disse:

    A melhor experiência da minha vida é ser mãe!
    Lembro-me quando minhas “crianças” davam muito trabalho e os mais velhos diziam que ficaria com muita saudades do tempo de cuidados tão especiais e muitas vezes exaustivos…
    Fazê-los dormir, quando queriam pular…
    Cuidar do sono, da serenidade, da paz de esperíto é fundamental.E, ao mesmo tempo muitas vezes estressante…mas o conhecimento daquilo podemos fazer para o bem estar dos amados filhotes… e quem dera do mundo. É prioridade!
    Talvez sem assim tivesse sido, o mundo atual não precisasse de tantos remédios, os cuidados com a saúde e especialmente o sono infantil é uma empreitada para toda vida.
    Excelente artigo. Valeu Dr. José Luiz!

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade