PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Os cuidados na Primeira Infância
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Os cuidados na Primeira Infância

Os cuidados na Primeira Infância

10/04/2013
  1599   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Tratar os bebês com carinho e afeto contribui para o desenvolvimento emocional e intelectual deles

cuidados na Primeira Infância

Não existe pai que não se preocupa com o tema deste artigo. A Primeira Infância, ou os primeiros 1.000 dias como dizem os americanos, é muito importante para o desenvolvimento da criança. Por isso, os pediatras do mundo todo se ocupam e pedem consultas frequentes neste período.

O Hospital Infantil Sabará faz parte da Rede Nacional Primeira Infância por considerar esse assunto muito importante e por ser uma das áreas de interesse em pesquisa da nossa Fundação.

Você olha amorosamente para o recém-nascido enquanto o amamenta. Você fala suavemente com a filha quando você muda a fralda. Você canta para o filho na hora de dormir.

Esses simples atos de cuidados ajudam a criança a construir um cérebro saudável.

Um bebê nasce com 100 bilhões de células cerebrais chamadas de neurônios. Na infância, eles continuam a fazer conexões com outros nos sistemas que controlam nossas vidas. O cérebro da criança continua a se desenvolver em resposta aos estímulos da luz, da cor, do som, do toque e de outros estímulos sensoriais, embora a hereditariedade também ajude a moldar o desenvolvimento do cérebro.

O maior desenvolvimento cerebral ocorre após o nascimento e vai até os 3 anos. Sendo assim, os pais têm muitas oportunidades de contribuir para o desenvolvimento saudável do cérebro da criança.

A Academia Americana de Pediatria oferece várias dicas para o desenvolvimento do cérebro da criança:

• Seja amoroso e sensível;
• Seja consistente e coerente;
• Observe as reações de seu filho e repita as expressões de interesse;
• Fale, leia e cante para o seu filho;
• Se você fala uma segunda língua, pode usá-la em casa. O cérebro de uma criança é adepto para aprender várias línguas ao mesmo tempo. Só tenha cautela, pois isso deve ser feito de maneira natural;
• Brinque com seu filho todos os dias;
• Escolha com cuidado o berçário ou creche e fique envolvido. Participe!;
• Não exagere nas tais técnicas populares. Use as comprovadas como a música clássica e os vídeos educativos.

Por: Dr. José Luiz Setúbal
Fonte: Aiding Baby’s Emotional, Intellectual Development Haines, Cynthia, M.D.and Kanipe, Jennifer, RN, BSN

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade