PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Pediatras e os pais fumantes
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Pediatras e os pais fumantes

Pediatras e os pais fumantes

13/11/2014
  690   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Os malefícios do cigarro para a saúde é conhecido há muitos anos, mas muitas pessoas continuam a fumar. O tabagismo passivo, onde pessoas que não fumam acabam absorvendo de fumantes no mesmo ambiente também é comprovado como uma fonte de piora de saúde, principalmente em crianças pequenas.

Os pediatras como agentes de saúde precisam ter a consciência de olhar a saúde infantil com um olhar global, que envolva também a família e o ambiente no qual vive a criança. Como as crianças visitam muitas vezes o seu prestador de cuidados de saúde e o ambiente de cuidados de saúde infantil proporciona um momento de aprendizado para influenciar comportamentos de fumar dos pais.

Neste interessante estudo, “Sustentabilidade de uma Intervenção Parental e Controle do Tabaco na Prática Pediátrica”, da revista Pediatrics, onde os pesquisadores trabalharam com 20 consultórios de pediatria em 16 estados americanos.

Um conjunto de práticas para parar de fumar foi treinada aos pediatras para oferecer ajuda aos pais; o outro grupo de práticas seguidas as orientações de cuidados habituais. As práticas no grupo de treinamento eram mais propensas a fornecer orientações cessação do tabagismo para os pais em cada consulta de cuidados de saúde da criança, mesmo até um ano após o treino. Os pais que receberam qualquer tipo de assistência eram mais propensos a parar de fumar e quanto maior assistência foi associada com maiores taxas sucesso. No entanto, a probabilidade de parar de fumar não variou significativamente entre os grupos intervenção e controle.

Como se vê, os pais estão abertos às intervenções dos pediatras para ajudar na sua saúde e do bebê, e é uma oportunidade a ser usada para evitar o tabagismo passivo às crianças.

 

Saiba mais:

Crianças e o fumo passivo

O hábito de fumar na família 

O pediatra e o fumo dos adultos

 

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Fonte: Sustainability of a Parental Tobacco Control Intervention in Pediatric Practice

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substituto para o atendimento médico e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais.

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade