PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Tudo sobre ovos
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Tudo sobre ovos

Tudo sobre ovos

18/10/2017
  2106   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

O ovo apresenta a maior quantidade de nutrientes essenciais totais à nutrição humana, em relação ao seu conteúdo calórico, quando comparado com qualquer outro alimento.

Embora muitos acreditassem que o ovo era prejudicial à saúde, devido ao alto colesterol, pesquisas recentes comprovaram que tal alimento, pelo contrário, é benéfico à saúde, se consumido de forma adequada.

Todos os ovos vendidos nas lojas são classificados:

TIPO 1 OU EXTRA: são os que possuem peso mínimo de 60g por unidade ou 720g por dúzia. Essa classificação permite que até 10% dos ovos separados sejam do tipo 2.

TIPO 2 OU GRANDES: são os que possuem peso mínimo de 55g por unidade ou 660g por dúzia. É permitido que até 10% dos ovos sejam do tipo 3.

TIPO 3 OU MÉDIOS: são os que possuem peso mínimo de 50g por unidade ou 600g por dúzia. Também se permite que 10% sejam do tipo 4.

TIPO 4 OU PEQUENOS: são os que possuem o peso mínimo de 45g por unidade ou 540g por dúzia.

Atenção!

Os ovos fora de qualquer um desses tipos são considerados impróprios para o consumo e destinados apenas para o uso comercial na indústria.

Ovos caipiras também são chamados de “ovos tipo colonial” e “ovos de capoeira“. Pela legislação, as galinhas que produzem esses ovos devem ser criadas fora de gaiolas, ciscando livremente. Elas põem os ovos em ninhos cobertos, bem mais saudável do que naquelas gaiolas apertadas.

A alimentação nessas criações é toda de origem vegetal e sem pigmentação (que é usada na ração para dar uma cor mais amarela à gema, artificialmente). Os animais não podem tomar remédios que estimulem o crescimento e nem antibióticos.

Criação de pastagem. As galinhas nesta categoria recebem parte de seus alimentos de fontes externas (por exemplo, insetos, vegetais), o que pode aumentar algumas vitaminas e ácidos graxos ômega-3 e reduzir as gorduras saturadas. Não existe regulamentação sobre o uso deste termo.

Alimentado por vegetais. As galinhas são alimentadas apenas com alimentos vegetarianos. As galinhas não são naturalmente vegetarianas.

Ovos Orgânicos são produzidos por galinhas que recebem uma alimentação 100% orgânica, ou seja, sem agrotóxicos e fertilizantes químicos. Não é permitido também usar remédios para crescimento e nem antibióticos. Com essas restrições, o ovo orgânico não vem com qualquer resíduo químico.

As galinhas são criadas em condições que prezam seu bem-estar e seu comportamento natural, bem ecologicamente correto. Por exemplo, é proibida a prática da debicagem e do confinamento em gaiolas. Estudos dizem que galinhas criadas assim, soltas, põem ovos com cerca de 4 vezes mais vitamina A do que os de granja.

Para chamar seus ovos de “orgânicos”, o produtor precisa receber um certificado emitido por uma certificadora terceirizada, que segue parâmetros ditados pelo Ministério da Agricultura.

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Fonte Nutrição: o que cada pai precisa saber (Copyright © American Academy of Pediatrics 2011)

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade