PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Dicas para contornar a falta de apetite
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Dicas para contornar a falta de apetite

Dicas para contornar a falta de apetite

08/07/2013
  3823   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

A promoção de hábitos alimentares saudáveis ​​para crianças irá ajudá-las a continuar a comer bem ao longo de suas vidas. Muitas vezes, elas afirmam que estão sem apetite, detalhe que pode tornar a hora da refeição um desafio.

Confira essas ideias sobre como incentivar as crianças a comer de forma saudável:

Oferecer pequenas quantidades de comida ao longo do dia

As crianças têm estômagos pequenos que tendem a encher depressa. Portanto, as refeições devem ser divididas em pequenas quantidades e servidas durante todo o dia.

Não restringir alimentos nutritivos só pelo teor de gordura

Oferecer uma variedade de alimentos nutritivos, incluindo algumas escolhas que contenham gordura (como leite, manteiga de amendoim e abacate).

Satisfaça a sede com água

Incentive seus filhos a beber água para matar a sede, pois ela repõe os fluidos corporais. Evite os refrigerantes.

Ofereça legumes e frutas mais frequentemente do que suco. Frutas inteiras e vegetais têm mais vitaminas, minerais e fibras.

Ofereça 500 ml (2 copos) de leite todos os dias

Isso vai ajudar na vitamina D, que ajuda os ossos a crescerem fortes.

Limite os alimentos e as bebidas ricas em calorias, gordura, açúcar e sal (sódio), como biscoitos, batatas fritas e refrigerantes.

Seja um bom exemplo

Seus filhos serão mais propensos a desfrutar uma variedade de alimentos e experimentar novos se você também o fizer.

Deixe as crianças decidirem quantidades para si

Embora seja você o responsável por escolher quais os alimentos que são servidos durante todo o dia, deixe seus filhos decidirem o quanto eles comem.

Ofereça novos alimentos muitas vezes

Crianças são crianças! Se rejeitar um alimento desconhecido pela primeira vez, o ofereça novamente mais tarde.  Se forem expostas com frequência a novos alimentos, é bem provável que acabem por aceitá-los.

Leia também: Compreenda o apetite de seu filho

Fonte: Healthy Canadians

Atualizado em 7 de maio de 2024

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

(CRM-SP 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, com especialização na Universidade de São Paulo (USP) e pós-graduação em Gestão na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás, David e Benjamim.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mensagem enviada

  • Marilia disse:

    OLá, o meu pequeno tem um ano e quatro meses, está com baixo peso e eu estou muito preocupada, pois desde que ele era só um bebezinho, sempre o levei em consultas rotineiras e o pediatra falava que estava tudo em ordem, e não está. Não sei o que fazer. Me ajudem

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Marília, tudo bem? Obrigado pela confiança. Se você não se sente confortável com esta orientação, sugerimos que procure um outro profissional. Abraços! 🙂

  • Nagila soreia Alves dos santos disse:

    Ja o meu desespero e quer tenho um filho quer gosta de comer de mas,ja estar acima do peso,preciso lde ajuda…air tem medico para eu poder levar ele,si possível um nutricionista para criança ,bjus

    • Equipe Sabará disse:

      Olá Nagila, tudo bem? Obrigado pela confiança. Sugerimos que você tente acompanhar uma dieta com o médico que já conhece o histórico da criança. Abraços! 🙂

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade

    Cadastre-se na nossa newsletter

    Cadastre-se abaixo para receber nossas comunicações. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade de Instituto PENSI.