PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
As dúvidas dos pais sobre saúde bucal
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
As dúvidas dos pais sobre saúde bucal

As dúvidas dos pais sobre saúde bucal

21/11/2012
  1126   
  2
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Saiba um pouco mais sobre o tratamento dentário das crianças

saúde bucal da criança

Sempre sou questionado por pacientes e seus responsáveis por inúmeras dúvidas recorrentes. Muitas vezes, elas são antigas, mas se perpetuam no cotidiano do consultório. Isso não é ruim, mesmo porque bebês nascem a todo o momento e eles não vêm com manual de instruções. Vou colocar algumas das dúvidas mais comuns e tentar respondê-las da melhor maneira, no curto espaço que dispomos.

Com que idade eu devo levar meu filho ao dentista?

O mais cedo possível. Lembra-se da primeira consulta com o pediatra? Pois bem, foi logo que ele nasceu, né? Por que esperar anos para levá-lo ao dentista? Esperar as cáries aparecerem para depois correr atrás do prejuízo? Não faz sentido.

Mamadeira estraga os dentes?

A mamadeira em si não, ela é uma alternativa importante depois que a criança passa pelo desmame. O problema está no leite ou na bebida, geralmente açucarada, que fica grudado aos dentes depois que a criança adormece e não é feita a higienização adequada. Leite com espessantes ou farináceos também produzem o mesmo problema. A solução está na higiene bucal, mesmo se a criança dormir ou o quanto antes para evitar os efeitos deletérios do açúcar sobre os dentes. Ah, o leite sem ser adoçado também pode ser responsável por cáries em crianças.

E a chupeta?

A chupeta é bastante importante também. Em inglês, chupeta significa “pacifier” ou pacificador. Ela acalma a criança e é uma alternativa para fugir da sucção digital (o chupar o dedo). O problema está no abuso do uso. Há casos de crianças que chegam ao consultório com 5, 6 anos de idade chupando a chupeta, aí já é demais, pois pode causar alterações dentárias importantes e até infecções no ouvido. Caso não haja recomendação médica específica, crianças entre 2 e 4 anos de idade já devem estar abandonando o hábito.

Meu filho não come doces e nem toma refrigerantes, ele pode ter cáries?

Claro que sim. Muitos pais controlam esses alimentos, mas também “saem da panela para cair no fogo”. Caso típico do refrigerante que é trocado por sucos artificiais e/ou derivados de soja. O mesmo acontece com os doces, as balas, chocolates e chicletes quando são trocados por salgadinhos, batatinhas e bolos. Se não houver uma higiene bucal adequada, o estrago poderá ser o mesmo.

Com que idade eu devo escovar os dentes do meu filho?

Simples, quando ele tiver dentes. Óbvio que, no início da dentição decídua, a escova deverá ser adequada à boca do bebê. As dedeiras com cerdas são ótimas e fáceis de encontrar no mercado. Quando a criança crescer mais, as escovas deverão ser compatíveis ao tamanho dela, mas sempre deverão ser pequenas e macias.

E o fio dental?

Fio dental é essencial para uma completa higienização bucal, sem ele o risco de cáries proximais (entre os dentes) é aumentado. Deve ser usado entre os dentinhos, mesmo que você não veja nada entre eles. O fio dental não foi criado apenas para remover aquele pedacinho de carne ou alface entre os dentes, ele foi criado para entrar onde a escova não penetra e contribui na remoção do biofilme, popularmente chamado de placa bacteriana.

Posso usar creme dental com flúor?

Não só pode como deve. O flúor é essencial no fortalecimento da estrutura dentária, mas seu uso deve ser criterioso. Como produto químico, ele não deve ser deglutido, pois pode causar indisposições estomacais e fluorose. Por essa razão, deve ser colocada uma pequena quantidade (um grão de arroz) e supervisionada por um adulto. Esqueça aquela propaganda onde a escova é coberta por uma quantidade enorme de creme dental, entenda, quem limpa os dentes é a escova, o creme dental ajuda, mas não é essencial. O creme dental sem flúor é importante se a criança é muito pequena e não tem controle para cuspir ou quando ela vai escovar sozinha sem o amparo de um adulto.

Meu filho pode usar enxaguantes bucais?

Pode, mas para quê? Alguns deles têm álcool, sabor desagradável para o paladar infantil, e não trazem vantagem nenhuma se comparados à escova e o fio dental. Pelo contrário, podem passar a falsa sensação de limpeza que mascara a placa bacteriana. A não ser que haja recomendação específica, evite isso para seu filho.

E bochechar solução de flúor?

Ah, aí sim, desde que a criança tenha controle, não degluta e saiba cuspir. Soluções de flúor são excelentes na prevenção de cáries. Procure o dentista para saber a concentração adequada para seu filho.

Meu filho range muito os dentes a noite, o que fazer?

Até certa idade, isso é bastante comum. Se passar muito tempo, há necessidade de tratamento. O nome disso é bruxismo. Muitas vezes, acontece na época de troca dos dentes ou situações estressantes passadas durante o dia. Seu dentista pode avaliar e propor alternativas de tratamento.

O dente do meu filho está balançando, deve cair sozinho ou levo para o dentista tirar?

Depende. Se está dentro do período de trocas, pode-se esperar, mas nem todos os dentes de leite caem sozinhos e, muitas vezes, o dentista deve ser procurado para removê-los. Quedas precoces ou demoradas dos dentes podem acarretar problemas ortodônticos futuros.

Bem essas são algumas das dúvidas mais comuns, existem outras, claro. Quais são as suas?

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mensagem enviada

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade