PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Os perigos do skate elétrico
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Os perigos do skate elétrico

Os perigos do skate elétrico

11/04/2018
  2563   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

O Hoverboard ou skate elétrico é um brinquedo novo, mas que está à venda no Brasil por algo que pode ir de R$600 a R$1220.

Na revista Pediatrics de abril de 2018, traz um levantamento feito com quase 27 mil jovens que foram tratados em departamentos de emergência por lesões que receberam ao andar de hoverboards, também chamados de skate elétricos, durante os primeiros dois anos em que os brinquedos foram vendidos nos Estados Unidos.

Para o estudo, “Pediatric hoverboard and skateboard injuries”, os pesquisadores analisaram dados do Sistema Nacional de Vigilância de Lesões Eletrônicas de 2015-16 e encontraram o maior número de lesões em hoverboards entre meninos de 12 anos.

As partes do corpo mais frequentemente lesadas foram o punho (20%), antebraço (15%) e cabeça (15%). Os diagnósticos mais comuns foram fraturas (40 %), contusões (17 %) e entorses / estiramento (13%). Lesões na cabeça representaram 14 % de todas as internações hospitalares.

Embora os hoverboards fossem conhecidos por pegarem fogo espontaneamente antes de serem submetidos a inspeção de segurança, apenas três queimaduras foram relatadas no estudo – nenhuma das baterias com defeito dos brinquedos. Duas das queimaduras resultaram de pacientes sendo escaldados enquanto andavam de prancha na cozinha e colidiam com uma panela de água fervente, e o outro era uma queimadura de atrito que se desenvolveu depois que uma prancha passou sobre o dedo do paciente.

O estudo também encontrou mais de 121 mil lesões de skate entre pacientes com menos de 18 anos tratados nos departamentos de emergência dos EUA durante o período do estudo. Enquanto a maioria das lesões de hoverboards ocorreu em casa, eles descobriram que a maioria das lesões de skate ocorreu na rua. Autores do estudo disseram que seus resultados destacam a importância de medidas de prevenção de lesões, como o uso de capacetes e almofadas de pulso enquanto andava de brinquedo com rodas. A AAP está comprometida em ajudar as crianças a crescer em um mundo que as valorize, promova ambientes seguros e libere-as de preconceitos e discriminação.

Saiba mais:

 

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Fonte: Pediatrics March 2018

Sports Sponsorships of Food and Nonalcoholic Beverages

Marie A. Bragg, Alysa N. Miller, Christina A. Roberto, Rachel Sam, Vishnudas Sarda, Jennifer L. Harris, Kelly D. Brownell

 

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substituto para o cuidado médico e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais.

 

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Fonte: Pediatrics March 2018

Pediatric Hoverboard and Skateboard Injuries

Sean Bandzar, Daniel G. Funsch, Rex Hermansen, Seema Gupta, Andrew Bandzar

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substituto para o cuidado médico e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais.

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade