PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Pra onde o sol vai quando vem a noite?
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Pra onde o sol vai quando vem a noite?

Pra onde o sol vai quando vem a noite?

04/05/2015
  21055   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Captura de Tela 2015-04-28 às 10.20.57

Parece até que o sol vai embora dormir, não é mesmo? Mas não é isso que acontece, na verdade é nosso planetinha azul que está girando!

Bom acordar com aquele solzinho batendo no rosto e um café da manhã bem gostoso, dá logo vontade de pular da cama, ir para a escola encontrar os amiguinhos e aprender mais um monte de coisa legal. Aí você volta para casa, toma aquele banho refrescante, vê um pouquinho de televisão, estuda, e aí bate aquele soninho bom que você nem percebe que já está dormindo. Pois é, a noite caiu. Opa, mas para onde é que vai o sol quando a noite chega, onde será que ele se esconde? Porque é que fica tudo escuro e a gente tem que acender as luzes de casa e da rua? E o sol volta no dia seguinte, para o mesmo lugar de novo. Mas será que é assim mesmo? Na verdade o sol não vai a lugar nenhum – ele continua o tempo todo brilhando lá no céu, no mesmo lugar, todos os dias, mesmo durante a noite. Agora você vai entender direitinho como é que isso acontece.

Se você acordar de manhazinha e olhar para o céu, vai ver que o sol está em uma determinada posição. Conforme o dia vai passando, se você prestar atenção, vai ter a sensação que ele está se mexendo, passando lentamente como se fosse um arco sobre a sua cabeça, até que ele some lentamente e aí a noite cai. É quando a lua aparece, às vezes um traço fininho, outras vezes uma bola bem grande, outras vezes nem dá para vê-la. Isso acontece porque somos nós, no nosso lindo planeta azul, que estamos nos mexendo, todos juntos. O planeta Terra gira em torno dele mesmo, é o que a gente chama de rotação. Conforme a gente vai girando com a Terra, chega uma hora que ele fica do outro lado do planeta e aí onde nós estamos, no lado oposto, fica escuro – é a noite.

Você pode ver como é que isso funciona de um jeito bem fácil. Pegue uma bola e uma lanterna. Peça para a mamãe ou a professora segurar a lanterna em um ponto fixo, na direção da bola, e desenhe um bonequinho na superfície dela, como se fosse você ou um amiguinho. Agora vá girando essa bola lentamente e observe como terá horas que o desenho estará iluminado e outras que não: são os dias e as noites.

Quando a noite cai a gente vê a lua, que é o satélite natural da Terra, porque ela, estando em oposição ao sol, reflete a luz que ele irradia. Às vezes reflete só um pouquinho porque ela está meio de lado, é quando a gente só vê um fiapinho da lua. Às vezes ela fica totalmente iluminada como se fosse uma bola prateada, e é porque ela está em uma posição que recebe bastante luz do sol. Mas quando ela não parece é porque ela está lá do outro lado da Terra – porque ela também gira em torno da gente. É como se fosse uma ciranda bem grande, a Terra fira em torno dela mesma, a lua gira em torno da terra e todo mundo vai girando, lentamente, em torno do sol.

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade