PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Violência na TV e o sono dos nossos filhos
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Violência na TV e o sono dos nossos filhos

Violência na TV e o sono dos nossos filhos

07/09/2011
  389   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Os pais se preocupam muito com que os filhos vêem na TV e o que isto pode acarretar em suas vidas. Nós moradores de São Paulo que temos programas, no final da tarde, na TV aberta de “jornalismo sensacionalista” mostrando da maneira mais crua e nua a violência em nossa cidade, precisamos estar atentos para não expor nossas crianças.

Isto, pelo menos, é o que mostra estudo publicado na revista Pediatrics da Academia Americana de Pediatria de julho de 2011.Em estudo realizado com mais de 600 crianças entre 3 e 5 anos mostrou que ver televisão em geral não causa distúrbio de sono, mas ver TV com conteúdo violento e por tempo prolongado (mais de 2h) antes de dormir pode alterar a qualidade do sono.

Em média, as crianças desta faixa etária viram 80 minutos de TV e apenas 15 minutos depois das 19 h. e o resultado mostra que 18% das crianças tiveram pelo menos um problema de sono. Este número aumenta consideravelmente quanto mais tempo a criança fica em frente da TV ou se o conteúdo visto tem um teor de violência.

A Academia Americana de Pediatria recomenda aos pediatras a sugerirem restrição de tempo, sobretudo à noite e do conteúdo dos programas aos pais para que apliquem em suas casas, além de restringir o acesso de TV e outras mídias no quarto da criança.

Acreditamos que as mesmas medidas são válidas aqui no Brasil, ficando o alerta para que os pais acompanhem de perto o que seus filhos estão vendo na TV.

Enviado por Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mensagem enviada

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade