PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Novas diretrizes para definir melhor os marcos de desenvolvimento
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Novas diretrizes para definir melhor os marcos de desenvolvimento

Novas diretrizes para definir melhor os marcos de desenvolvimento

05/04/2022
  709   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Em fevereiro, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos e a Academia Americana de Pediatria (AAP) emitiram diretrizes revisadas para sua campanha de vigilância sobre os alertas do desenvolvimento infantil: “Aprenda os sinais, aja cedo”.

As novas diretrizes, publicadas na revista Pediatrics, foram redigidas em linguagem “fácil de entender” e identificam os comportamentos que 75% ou mais das crianças devem apresentar em determinadas idades, com base em recursos de desenvolvimento, dados existentes e experiência clínica de observações em crianças americanas. As listas de verificação de marcos do desenvolvimento anteriores, desenvolvidas em 2004, usavam marcos do percentil 50 ou de idade média.

O CDC, em colaboração com a AAP, convocou um grupo de oito especialistas em várias áreas do desenvolvimento infantil, incluindo um pediatra de desenvolvimento e pesquisador do Kennedy Krieger Institut, para desenvolver diretrizes novas e mais claras.

“Os objetivos do grupo eram identificar marcos informados por evidências para incluir nas listas de verificação do CDC, esclarecer quando se espera que a maioria das crianças atinja um marco (para desencorajar uma abordagem de esperar para ver) e apoiar o julgamento clínico em relação à triagem entre os recomendados”, escreveu a principal autora, Jennifer M. Zubler, médica do Centro Nacional de Defeitos Congênitos e Deficiências do Desenvolvimento em Atlanta.

Os especialistas estabeleceram 11 critérios para esses marcos e ferramentas de vigilância do CDC, incluindo marcos que a maioria das crianças (75% ou mais) deveria alcançar por idades definidas em visita de supervisão de saúde e aqueles que são facilmente reconhecidos em ambientes naturais. Confira os critérios para marcos de desenvolvimento e ferramentas de vigilância:

  • Os marcos são incluídos na idade em que se espera que a maioria (≥75%) das crianças demonstre o marco.
  • Elimine os “sinais de alerta”.
  • São fáceis para famílias de diferentes origens sociais, culturais e étnicas observarem e usarem.
  • Podem ser respondidas com ‘sim’, ‘ainda não’ ou ‘não tenho certeza’.
  • Usa linguagem simples, evitando termos vagos como ‘pode’.
  • Estão organizados em domínios de desenvolvimento.
  • Mostrar progressão de habilidades com a idade, quando possível.
  • Os marcos não são repetidos nas listas de verificação.
  • Inclui perguntas abertas.
  • Inclui informações para a promoção do desenvolvimento.
  • Inclui informações sobre como agir antecipadamente, se houver preocupações.

As diretrizes anteriores foram criticadas por alguns médicos como sendo “não úteis para famílias individuais que tinham preocupações com o desenvolvimento de seus filhos” e, em alguns casos, levaram a atrasos nos diagnósticos, pois os tomadores de decisão optaram por uma abordagem de “esperar para ver”.

Quanto mais cedo uma criança for identificada com um atraso no desenvolvimento, melhor, pois o tratamento e as intervenções de aprendizado podem começar.

Mudanças adicionais incluíram novas listas de verificação para crianças entre 15 e 30 meses, marcos sociais e emocionais adicionais, bem como a remoção de linguagem complexa e marcos duplicados. Os especialistas também desenvolveram novas perguntas abertas para ajudar nas discussões com as famílias.

A revisão do desenvolvimento de uma criança com esses marcos abre um diálogo contínuo entre os pais e o profissional de saúde sobre o desenvolvimento presente e futuro de seu filho.

Originalmente lançada em 2005, a campanha de conscientização sobre os marcos do desenvolvimento infantil fornece recursos gratuitos para médicos e famílias para apoiar a detecção precoce de crianças com atrasos no desenvolvimento e deficiências. Depois que as novas diretrizes foram elaboradas, elas foram apresentadas a pais de vários grupos raciais, níveis de renda e formação educacional para confirmar a facilidade de uso e a compreensão.

Esses critérios e listas de verificação revisadas podem ser usados ​​para apoiar a vigilância do desenvolvimento, julgamento clínico sobre triagem adicional do desenvolvimento e pesquisa em processos de vigilância do desenvolvimento.

Saiba mais:

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade

    Cadastre-se na nossa newsletter

    Cadastre-se abaixo para receber nossas comunicações. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade de Instituto PENSI.