PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Por que aprender a nadar deve ser o primeiro esporte para crianças?
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Por que aprender a nadar deve ser o primeiro esporte para crianças?

Por que aprender a nadar deve ser o primeiro esporte para crianças?

12/07/2023
  2384   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Isso é algo que eu falo muito com os pais. Eu sempre digo a eles que, por muitas razões, a natação é o melhor esporte para as crianças aprenderem primeiro.

A natação é uma atividade divertida e relaxante, que faz bem para a saúde do cérebro e constrói corpos fortes. É ótimo para crianças em crescimento, pois aprender a se mover na água melhora a coordenação e a flexibilidade. Com piscinas cobertas, clubes de natação e parques aquáticos em muitos locais, além das praias e rios em abundância em um país como o Brasil, as famílias costumam nadar o ano todo.

Mas há uma razão mais importante pela qual incentivo os pais a matricularem seus filhos em aulas de natação – bem antes de outros esportes como basquete e futebol. Além da diversão e do condicionamento físico que proporciona, a natação é uma habilidade essencial para a vida, que pode ajudar a proteger seu filho(a) de afogamentos.

O afogamento é a segunda causa de morte entre crianças de um a quatro anos no Brasil. Pesquisas mostram que ensiná-las a nadar cedo é uma camada fundamental de prevenção que pode ajudar a evitar tragédias relacionadas à água. A natação é o único esporte que pode salvar vidas. O afogamento pode acontecer em segundos e, geralmente, é silencioso.

As crianças se desenvolvem em ritmos diferentes, então não há uma regra rígida sobre quando elas devem aprender a nadar. Maturidade emocional, desenvolvimento físico e quaisquer limitações especiais entrarão em jogo. Converse com seu pediatra sobre segurança na água e peça conselhos sobre quando é melhor começar a ensinar seu filho(a) a nadar.

Não se sinta pressionado(a) a começar as aulas antes do primeiro aniversário de seu filho(a), pois os bebês não conseguem levantar a cabeça fora da água o suficiente para desenvolver técnicas de respiração de natação. Mesmo assim, uma aula de brincadeiras aquáticas fará com que ele(a) se acostume a estar na piscina – então, se parece uma opção divertida, vá em frente! Você pode seguir com aulas formais mais tarde.

Aos quatro anos, quase todas as crianças estão prontas para as aulas que as ajudam a desenvolver habilidades de confiança e segurança na água. Elas aprenderão a flutuar, pisar na água e encontrar um ponto de saída. Aos cinco ou seis anos de idade, a maioria pode dominar os movimentos básicos de natação, como o nado crawl.

Alguns pais temem que seus filhos não aprendam a nadar junto com outras crianças. Se seu filho(a) é autista, por exemplo, você pode se sentir relutante em começar as aulas de natação. Essas preocupações são compreensíveis, mas lembre-se de que crianças com Transtorno do Espectro Austista têm muito mais probabilidade de se afogar ou sofrer lesões relacionadas à água do que seus pares. Os riscos para crianças com síndrome de Down e outras condições de desenvolvimento também podem ser altos – o que torna a segurança da água uma obrigação para essas crianças.

A boa notícia é que a natação pode ser muito benéfica para crianças com necessidades especiais. À medida que ganham habilidade e confiança ao se moverem na água, elas podem alcançar melhor coordenação, equilíbrio, tônus ​​muscular e alívio do estresse.

Seu filho(a) ficará mais seguro(a) e confiante perto da água se vocês puderem nadar juntos como uma família. Além disso, nadar juntos é uma ótima maneira de passar o tempo e criar laços. Se você ainda não é um nadador confiante, as aulas de natação para pais e filhos podem ser um ótimo lugar para começar.

Aulas particulares de natação podem custar caro, mas existem muitas opções acessíveis para famílias. Verifique piscinas públicas, incluindo escolas secundárias, faculdades e universidades públicas. SESCs também podem oferecer aulas para o público local, normalmente em grupo e a preços modestos.

O objetivo aqui não é transformar cada criança em um futuro nadador olímpico. O que as crianças realmente se beneficiam é de começar cedo a desenvolver as cinco habilidades básicas na água que a Cruz Vermelha Americana diz que todos precisam saber para evitar afogamentos e outras lesões graves relacionadas à água.

Para estar seguro(a) perto da água, pessoas de todas as idades devem ser capazes de:

  • Pisar no fundo ou pular na água que passa acima de sua cabeça;
  • Voltar à superfície e flutuar;
  • Virar-se em um círculo completo e encontrar uma maneira de sair da água;
  • Nadar, pelo menos, 20 metros até o ponto de saída;
  • Subir sem ajuda para sair da piscina, mesmo que não haja escada.

Boas habilidades de natação abrem um mundo de oportunidades sociais saudáveis ​​para seu filho(a). Eles se sentirão confiantes em dizer “sim” a festas à beira da piscina, passeios na praia e férias à beira-mar com a família e os amigos. Mesmo que nunca se juntem à equipe de natação, passar um tempo na água pode ajudá-los a desenvolverem a resistência e a força necessárias para se destacar em outros esportes. E como pode ser calmante e relaxante, a natação pode ajudar seu filho(a) a desenvolver resiliência diante do estresse diário.

Talvez, seja por isso que tantos adultos consideram a natação um esporte para toda a vida, algo que amavam quando criança e continuam a fazer onde quer que a vida os leve. Encorajo você a mergulhar com seu filho(a) – e sempre que estiver preocupado(a) com qualquer aspecto da segurança e saúde da água, pergunte ao seu pediatra.

A Fundação José Luiz Egydio Setúbal tem entre seus vídeos mais vistos no canal @SaudedaInfancia, no YouTube, o vídeo de primeiros socorros para crianças vítimas de afogamento, que você pode conferir abaixo.

 

Fonte:

https://www.healthychildren.org/English/tips-tools/ask-the-pediatrician/Pages/what-is-the-best-first-sport-for-kids.aspx

 

Vídeos:

Salvamento de criança afogada: https://www.youtube.com/watch?v=dF_mS8z-uoM

Prevenção de afogamento: https://www.youtube.com/watch?v=HkpPyRr-EkA

 

Saiba mais:

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

(CRM-SP 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, com especialização na Universidade de São Paulo (USP) e pós-graduação em Gestão na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás, David e Benjamim.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade

    Cadastre-se na nossa newsletter

    Cadastre-se abaixo para receber nossas comunicações. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade de Instituto PENSI.