PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Carnaval, álcool e energéticos
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Carnaval, álcool e energéticos

Carnaval, álcool e energéticos

07/02/2013
  566   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

O combo festivo precisa de medidas de atenção, pois podem prejudicar a saúde dos adolescentes

Carnaval e energético

Estamos próximos de mais um carnaval e os pais de adolescentes já estão preocupados com a maratona de baladas que seus filhos estão programando. Jovens têm muita energia e saúde, e raramente estão preocupados com o esgotamento, até porque para isto existem os energéticos. As bebidas energéticas são direcionadas a qualquer público. Mas será que eles são saudáveis?

Um artigo na revista Pediatrics in Review, uma revista publicada pela Academia Americana de Pediatria, descreveu a evidência recente em torno da bebida energética, como os benefícios e os riscos ao serem consumidas por adolescentes.

No artigo, Bebidas Energéticas: o que os adolescentes (e seus médicos) devem saber, publicado na edição de fevereiro da revista, salienta que as bebidas energéticas mais vendidas contêm quantidades elevadas de cafeína, assim como outros estimulantes que podem aumentar os efeitos da substância. Não é raro eles misturarem os energéticos com bebidas alcoólicas, na maioria das vezes com as destiladas, como a vodca e a cachaça.

A cafeína pode produzir efeitos prejudiciais à saúde dos adolescentes, incluindo problemas cardiovasculares, ansiedade, insônia, problemas digestivos, desidratação, entre outros.

Bebidas energéticas quando misturadas com álcool apresentam potencial de dano grave muito maior ao uso delas separadamente.

Prestadores de serviços médicos são aconselhados a perguntar aos pacientes se eles consomem bebidas energéticas para poderem discutir os perigos delas ingeridas sozinhas ou misturadas com álcool e conscientizá-los sobre os sintomas do consumo da bebida energética.

Se informe mais sobre este assunto nestas postagens antigas do nosso blog:

1) Dia Nacional do Combate às Drogas e ao Álcool
2) Crianças não devem consumir bebidas energéticas

Por Dr. José Luiz setúbal
Fonte: Energy Drinks: What Teenagers (and Their Doctors) Should Know | Fevereiro

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mensagem enviada

  • Nelson Raymundo filho disse:

    Estou como cordenor do NIAD ( Nucleo de intervençao em alcool e outras drogas),tenho muita preucupaçao quanto facilidade que os menores tem para obter drogas licitas e inlicitas em qualquer festa e nao so no carnval,temos que tralha muito na prevençao, esta e a minha meta espero comtar com a ajuda de todos obrigado.

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade