PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Como acalmar crianças durante e depois da vacinação
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Como acalmar crianças durante e depois da vacinação

Como acalmar crianças durante e depois da vacinação

07/06/2012
  4532   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Ninguém gosta de ver uma criança sentindo dor pela picada da agulha de uma vacinação de rotina. Muitas vezes, os pais e mães sofrem mais do que seus filhos, pois a dor emocional parece pior do que a dor física.

Mas os pais são capazes de ajudar, apenas pela forma como seguram e confortam seu bebê imediatamente após o processo, de acordo com o estudo “Effective Analgesia Using Physical Interventions for Infant Immunizations”, publicado na revista Pediatrics, de maio de 2012.

Os pesquisadores analisaram 230 crianças entre 2 e 4 meses, durante a vacinação de rotina. Eles dividiram os pequenos em quatro grupos, utilizando uma combinação de duas variáveis:

1- Água ou açúcar (sacarose) X medidas de conforto;
2- Padrão de cuidado X o plano “5 S”.

Os “5 S”, conforme descrito no livro e DVD “The Happiest Baby on the Block”, de Harvey Karp, MD, FAAP, são: enrolar em panos (o “charutinho”), posição lateral, ninar, balançar suavemente e sugar.

Leia também: Charutinho do bebê

Uma ferramenta de escala de dor foi utilizada para avaliar os níveis da sensação desagradável nos bebês, em intervalos de 15 segundos a 2 minutos.

Os pesquisadores concluíram que os bebês no grupo “5 S”, com ou sem açúcar, apresentaram quantidade de dor significativamente mais baixa e choraram por menos tempo, em comparação com bebês dos grupos com outras medidas de conforto.

A amamentação tem sido utilizada como uma maneira de combinar várias medidas de conforto, durante a imunização de bebês. Mas as mães que não conseguem amamentar durante e depois da injeção, podem usar a abordagem da “5 S” para trazer tranquilidade aos pequenos, concluem os autores.

Fontes: Effective Analgesia Using Physical Interventions for Infant Immunizations” e “The Happiest Baby on the Block”

Atualizado em 13 de março de 2024

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

(CRM-SP 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, com especialização na Universidade de São Paulo (USP) e pós-graduação em Gestão na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás, David e Benjamim.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mensagem enviada

  • EUMAIR OLIVEIRA DA SILVA disse:

    BOM DIA GOSTARIA DE INFORMACOES SOBRE TODAS AS VACINAS PARA CRIANCAS, E COMO APLICA-LAS, QUAL O TEMPO DE APLICACAO, INTERVALOS DE UMA PARA OUTRA, LOCAL DE APLICACAO, E AS AGULAS ADEQUADAS, ESTOU NO CURSO DE TECNICO E GOSTARIA DE INFORMACOES SOBRE O ASSUNTO, SEM MAIS AGRADECO DESDE JA, EUMAIR

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade

    Cadastre-se na nossa newsletter

    Cadastre-se abaixo para receber nossas comunicações. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade de Instituto PENSI.