PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Cyberbullying: Informações importantes para pais
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Cyberbullying: Informações importantes para pais

Cyberbullying: Informações importantes para pais

14/06/2017
  791   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

A série de TV, “13 razões por que? ”, que tem causado várias discussões sobre o suicídio juvenil, aborda de maneira muito interessante o tema do bullying digital.

Vivenciar o bullying é desafiador e perturbador. É uma daquelas situações que podem afetar negativamente a saúde mental de uma pessoa e pode alterar o caminho que uma pessoa toma, dependendo de como a situação é tratada.

Como a vida tornou-se digital e on-line, perseguidores tem atuado lá também. O problema com perseguidores digitais é que não tem rosto e são difíceis de serem identificados. O efeito negativo, entretanto, não é menos significativo, em crianças e adolescentes. De fato, bullying digital ou on-line – cyberbullying – é a situação negativa mais comum que pode acontecer ao passar o tempo no espaço online para qualquer um de nossos filhos.

1- O que torna o cyberbullying tão desafiador?

As crianças não relatam para adultos e não querem indicar seus amigos. Para adicionar insulto à lesão, as escolas podem não ter grandes estratégias para lidar com ele.

2- Como você sabe se uma criança está sendo intimidada?

Pode ser um desafio descobrir. Procure sinais sutis ou mudanças de comportamento:

  • Não querer ir para a escola ou uma atividade
  • Ficar chateado depois de usar o computador ou telefone celular
  • Parecer mais triste, retraído, ou mais chateado do que o habitual
  • Evitar perguntas sobre o que está acontecendo
  • Crianças que intimidam podem ter sinais semelhantes, mas você pode notar atividade incomum do computador, como alternar telas quando você entrar ou vários logins que você não reconhece.

3- Como com todas as mudanças da infância do comportamento usual, qualquer coisa que é extrema e que interfere com o repouso ou sono, na escola e nos amigos, justificam a revisão adicional. Converse com a escola para saber se as notas estão piorando, e chame seu pediatra para fazer uma avaliação que inclui uma discussão de se seria apropriado obter a entrada psicológica.

4- Por que a intimidação está em ascensão?

Bullying está em ascensão devido a mudanças tecnológicas em nossa cultura. A facilidade de acesso, juntamente com a tecnologia é parte do problema. A natureza indireta da Internet permite que as crianças sejam mesquinhas, por causa do poder sem rosto que a tela e as redes sociais constroem. Estar online também remove a empatia que o contato face a face cria.

5- O que os pais devem fazer se seu filho está sendo intimidado?

  • Salvar todos os e-mails, mensagens instantâneas e textos
  • Tente falar com os outros pais e determinar o que pode ter acontecido
  • Fale com o pessoal da escola e esteja preparado para ajudar se o pessoal da escola não tiver certeza de como se envolver
  • Chame a polícia se a situação parece colocar seu filho em perigo grave com uma ameaça significativa, ou o outro pai não vai ajudá-lo.

Estudos mostram que a criança intimidada, muitas vezes, conhece o perseguidor. A polícia pode acompanhar o endereço IP para encontrar o perseguidor e manter seu filho seguro, que é o objetivo final.

Qualquer criança que passa certo tempo online está em risco de ser intimidado. Nossos sentidos off-line para detectar que algo está fora com o nosso filho vão nos ajudar a perceber que algo pode ter ocorrido e perguntas devem ser feitas. E você pode querer considerar o uso de programas de monitoramento de software especiais que o ajudam a descobrir situações que o seu filho pode não saber como falar com você sobre para ajudar a tornar as conversas que as crianças acham muito difícil, mais fáceis de expor a qualquer adulto, incluindo os pais. É importante manter uma mente aberta e ouvir sem exagerar se sua criança vem até você com informações difíceis de ouvir. Fique atento e procure observar as atitudes de seu filho.

Saiba mais:

https://institutopensi.org.br/?s=bullying

 

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Fonte: Adaptado de “CyberSafe: Protecting and Empowering Kids in the Digital World of Texting, Gaming, and Social Media” (Copyright © 2011 American Academy of Pediatrics)

 

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substituto para o cuidado médico e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais.

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade