PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Doença cardíaca: reduzindo o risco de seu filho
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Doença cardíaca: reduzindo o risco de seu filho

Doença cardíaca: reduzindo o risco de seu filho

10/09/2018
  939   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

A hereditariedade é claramente um fator de risco importante para condições como doenças cardíacas, câncer e diabetes.

No entanto, os pesquisadores estão constantemente reunindo fortes evidências sobre como a dieta influencia o desenvolvimento de doenças.

Os trabalhos mostram que hábitos alimentares saudáveis ​​desde cedo podem reduzir o risco de desenvolver várias doenças mortais mais tarde.

A doença cardíaca é a causa número um de mortes em homens e mulheres no Brasil e na maioria dos países industrializados. Os principais fatores de risco são:

1- Fumar;

2- Pressão alta;

3- Diabetes;

4- Níveis sanguíneos elevados de colesterol;

5- Inatividade física;

6- Obesidade.

As crianças e adolescentes de hoje, em média, consomem mais gordura saturada e têm níveis mais altos de colesterol no sangue do que os jovens da sua idade de alguns anos atrás.

A taxa de doença cardíaca tende a acompanhar os níveis de colesterol. Um estudo encontrou sinais precoces de endurecimento das artérias (aterosclerose) em 7% das crianças americanas entre 10 e 15 anos de idade, e a taxa foi duas vezes maior entre as idades de 15 e 20 anos.

Segundo a American Heart Association, uma dieta saudável para o coração desde cedo reduz o colesterol e, se seguida pela adolescência e além, deve reduzir o risco de doença arterial coronariana na vida adulta.

Todas as crianças com mais de dois anos devem seguir uma dieta saudável para o coração, incluindo produtos lácteos com baixo teor de gordura.

Para crianças entre 12 meses e dois anos com história familiar de obesidade, gorduras anormais no sangue ou doenças cardiovasculares, o leite com baixo teor de gordura deve ser considerado.

Quando você e seus filhos foram ao seu pediatra pela primeira vez, você deve ter sido questionado se havia uma história de doença cardíaca ou vascular em sua família. Se as doenças cardíacas nos avós apareceram mais tarde, lembre-se de contar ao pediatra.

Histórias médicas completas de famílias biológicas geralmente não estão disponíveis para crianças adotadas e seus pais, mesmo para aqueles adotados em procedimentos abertos.

Para prevenir o desenvolvimento de doenças associadas a altos níveis de colesterol no sangue, as crianças adotadas devem ser examinadas periodicamente quanto aos níveis de lipídios (gordura) no sangue durante toda a infância.

Saiba mais sobre este assunto no blog do Hospital Infantil Sabará:

 

Autor: Dr. José Luiz Setúbal

Fonte: Nutrition: What Every Parent Needs to Know (Copyright © American Academy of Pediatrics 2011)

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substituto para o cuidado médico e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais.

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade