PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Dicas para manter as crianças seguras quando as temperaturas sobem
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Dicas para manter as crianças seguras quando as temperaturas sobem

Dicas para manter as crianças seguras quando as temperaturas sobem

29/08/2023
  1583   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

Julho foi considerado o mês mais quente da história, segundo Serviço de Mudanças Climáticas Copernicus da União Europeia (UE) e a Organização Meteorológica Mundial (OMM). Os dados usados ​​para rastrear esses registros remontam a 1940, mas muitos cientistas – incluindo os da Copernicus – dizem que é quase certo que essas temperaturas são as mais quentes que o planeta já viu em 120 mil anos, em função do que sabemos de milênios de dados climáticos extraídos de anéis de árvores, recifes de corais e núcleos de sedimentos do fundo do mar.

Normalmente, brincar e se exercitar ao ar livre melhora a saúde física e mental de uma criança de várias maneiras. No entanto, um índice de calor igual ou superior a 30° C, conforme identificado pelo Serviço Nacional de Meteorologia, representa um risco significativo à saúde.

Altas temperaturas e calor extremo podem fazer com que as crianças adoeçam muito rapidamente: podem causar desidratação, exaustão, cãibras e até insolação, que é uma emergência médica. O calor elevado também pode deixar todos mais irritáveis. E com o calor extremo aumentando em várias áreas do planeta devido às mudanças climáticas, a “ecoansiedade ” pode causar sofrimento emocional.

Tome medidas para proteger seus filhos da exposição extrema, observe os sintomas de doenças causadas pelo calor e ligue para o pediatra se notar algum problema.

Quando está muito calor, ir à piscina ou à praia por um curto período ou ficar dentro de casa com seus filhos para fazer artesanato, ler ou jogar jogos de tabuleiro faz mais sentido.

Se souber que haverá vários dias seguidos de calor intenso, planeje as atividades com antecedência. Tente pensar em maneiras criativas de fazer com que as crianças mudem suas atividades e permaneçam ativas. Sugira alguns alongamentos fáceis de ioga ou brincadeiras de esconde-esconde ou invente desafios físicos divertidos que não sejam muito extenuantes.

Se a sua casa não tiver ar-condicionado, encontre um edifício próximo que tenha, como uma biblioteca ou shopping center. Eles podem ser ótimos lugares para se refugiar do calor.

Enquanto estiver em casa, feche as persianas e cortinas. Os andares inferiores tendem a ser mais frios. Os ventiladores podem ser úteis para resfriar se você não tiver acesso a um ar-condicionado. Se você utilizar um ventilador, mantenha-o a uma distância segura de você e de seus filhos para evitar acidentes, como prender os dedos ou deixar o equipamento em contato com a água. Os ventiladores que sopram diretamente sobre você podem ressecar a boca e as narinas. Se você sofre de alergias, eles também podem circular alérgenos que causam secreção nasal e coceira nos olhos.

Os ventiladores não devem ser utilizados ​​em calor extremo (35°C ou mais), pois não resfriam o ar. Usá-los quando as temperaturas são mais altas do que a temperatura corporal pode fazer com que o corpo ganhe calor em vez de perder.

Se você estiver fora de casa, existem várias medidas que você pode tomar para combater o calor e proteger seus filhos de doenças e perigos relacionados ao calor:

Mantenha-se hidratado(a): incentive seus filhos a beberem água com frequência e tê-la prontamente disponível – mesmo antes de pedirem. Leve garrafas de água com você ao sair.

Vista-se com roupas leves: roupas de cores claras podem ajudar as crianças a se refrescar e a evitar o estresse térmico devido à absorção excessiva de calor. Geralmente, roupas de cores mais escuras fornecem uma proteção ligeiramente melhor contra os danos do sol à pele. Tente também escolher roupas folgadas – de preferência que ofereçam ventilação adequada e proteção contra a exposição direta ao sol. Roupas feitas com apenas uma camada de material absorvente podem ajudar a maximizar a evaporação do suor, o que tem um efeito refrescante (crianças têm taxas de suor menores que adultos). Certifique-se de usar bastante protetor solar.

Planeje um tempo extra de descanso: o calor pode fazer com que as crianças (e seus pais) se sintam cansadas. O calor elevado pode não apenas fazer com que as pessoas se sintam cansadas, mas também contribuir para a irritabilidade. Entre regularmente para se refrescar, descansar e beber água.

Refresque-se com água. Quando seu filho(a) estiver com calor, dê-lhe um banho frio ou névoa de água para esfriar. A natação é outra ótima maneira de se refrescar enquanto se mantém ativo.

Nunca deixe seu filho(a) sozinho(a) em um carro: o interior de um carro pode ficar perigosamente quente em pouco tempo, mesmo com as janelas abertas.

Procure um pediatra ou serviço médico imediatamente se seu filho(a) desenvolver algum dos seguintes sintomas:

  • Fraqueza ou cansaço extremo (por exemplo: incomumente sonolento ou difícil de despertar)
  • Dor de cabeça
  • Febre
  • Sede intensa
  • Não urinar por muitas horas
  • Náusea ou vômito
  • Respiração mais rápida ou mais profunda do que o normal
  • Dormência ou formigamento na pele
  • Dores ou espasmos musculares

Fonte:

American Academy of Pediatrics Council on Children and Disasters (Copyright © 2021)

https://www.cnnbrasil.com.br/internacional/julho-e-o-mes-mais-quente-registrado-nos-ultimos-120-mil-anos-do-planeta-terra-diz-relatorio/

Saiba mais:

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

(CRM-SP 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, com especialização na Universidade de São Paulo (USP) e pós-graduação em Gestão na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás, David e Benjamim.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade

    Cadastre-se na nossa newsletter

    Cadastre-se abaixo para receber nossas comunicações. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade de Instituto PENSI.