11 2155-9358
Institucional Blog Pesquisas CEP FJLES Cursos
Data inicial
Estágio Hospitais Boletins Releases Parcerias
Ícone Data Final
Busca rápida
Busca avançada
Institucional Voluntariado Parcerias Releases Boletins
Data inicial
Núcleos Cursos Estágios Hospitais Blog
Ícone Data final
Busca rápida
Busca avançada

girl and doctor

Pediatras começam a triagem de seu bebê por observações dos marcos de desenvolvimento ou de comunicação desde a primeira visita.

O pediatra observa como seu bebê reage aos pais e a outras pessoas durante as várias visitas na primeira infância como uma forma de triagem para estes problemas. No consultório é observado como o seu bebê ri, como olha para seus pais para se tranquilizar, como tenta recuperar a atenção da mãe durante a conversa, como aponta ou acena, como responde ao seu nome e até mesmo como e por quê chora quando o médico se aproxima.

Essas observações combinadas à história familiar, exames de saúde, e às perspectivas dos pais são extremamente valiosas para a equipe de saúde no sentido de ajudar a identificar crianças com risco de TEA.

É recomendado que as avaliações para autismo sejam feitas entre os 18 e os 24 meses:

 Checklist Modificado para o autismo em crianças (M-CHAT).

Na maior parte dos serviços de saúde americanos, os médicos usam o Checklist Modificado para o autismo em crianças (M-CHAT), um questionário de 23 pontos preenchidos pelos pais. A maioria das famílias pode encontrá-lo e é fácil de preencher. Utilizando este rastreio normalizado, o pediatra pode localizar as crianças em risco para TEA e será solicitado à família iniciar conversas sobre atraso de linguagem, preocupações com o comportamento, ou possíveis próximos passos para uma criança em risco com adicional genético, neurológico, ou testes de desenvolvimento.

É importante notar que o rastreio não é um diagnostico. Se o seu filho tem uma triagem positiva para um TEA, isso não significa que ele será diagnosticado no espectro. Os testes de seleção são e não identificam todas as crianças com TEA A taxa de sucesso para triagem não é 100% e, por isso, é utilizada em combinação com a história familiar e os exames de saúde para identificar as crianças em risco.

Mas saiba disso: se você estiver preocupado com a comunicação ou comportamento do seu filho devido a uma história familiar de TEA, o jeito que ele fala ou se expressa, ou comentários de outras pessoas sobre o seu comportamento, não espere para falar com o médico. Se o primeiro médico não responder ou não o levar a sério, busque uma segunda opinião.

Saiba mais sobre isto no Brasil e no Blog Saúde Infantil:

  1. Autismo e Realidade
  2. Protocolo do Estado de SaoPaulo de Diagnostico TEA
  3. Quando não se preocupar com o autismo
  4. Os primeiros sinais de transtornos do aspectro do autismo
  5. O aumento da prevalência do autismo
  6. Autismo e medicação pscicotrópica
  7. Crianças e o risco de autismo
  8. Déficit de atenção, autismo e o videogame
  9. Alarme para o autismo
  10. Os riscos em torno das crianças com autismo
  11. Risco de autismo durante a gravidez
  12. Herdando Transtornos Mentais

Outras fontes: Sinais precoces de transtornos do espectro autista  diagnosticar autismo – Autor: Wendy Sue Swanson, MD, MBE, FAAP

Mama Doc Medicina: Encontrando a calma e confiança na Maternidade, Saúde da Criança, e Equilíbrio Trabalho-Vida (Copyright © 2014 Wendy Sue Swanson)

Cuidar do seu Teenager (Copyright © 2003 Academia Americana de Pediatria)

Dr. José Luiz Egydio Setúbal.

As informações contidas neste site não deve ser usado como um substituto para o cuidado médico e orientação de seu pediatra. Pode haver variações no tratamento que o pediatra pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais.

 
Instituto Pensi
 

Avatar
Instituto Pensi
O Instituto Pensi é o braço de ensino, pesquisa e projetos sociais da Fundação José Luiz Egydio Setúbal enquanto o Hospital Infantil Sabará é seu braço de assistência médica.

Postagens Relacionadas