PESQUISAR

Sobre o Centro de Pesquisa
Sobre o Centro de Pesquisa
Residência Médica
Residência Médica
Miopia em crianças e adolescentes, um problema crescente
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp
Miopia em crianças e adolescentes, um problema crescente

Miopia em crianças e adolescentes, um problema crescente

20/06/2022
  130   
  0
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Google Plus Compartilhar pelo WhatsApp

A miopia é um problema de visão comum, que geralmente começa entre seis e 14 anos de idade. Ela afeta cerca de 5% dos pré-escolares, 9% das crianças em idade escolar e 30% dos adolescentes, e é um problema crescente na atualidade.

A pandemia da covid-19 levou muitas escolas a oferecer aprendizado virtual. Isso significa que as crianças passaram mais tempo nas telas e dentro de casa durante os últimos dois anos. Medidas de distanciamento social também equivalem a menos tempo ao ar livre. Esses fatores deixaram os médicos preocupados com o potencial de um grande aumento da miopia nos jovens.

Para ajudar a diminuir o risco desse problema de visão, especialmente durante a pandemia, incentive o seu filho a fazer pausas frequentes nos estudos perto das telas e a passar mais tempo ao ar livre, sempre que possível. Busque ainda limitar o tempo de tela recreativo.

As crianças são mais propensas a desenvolver miopia se seus pais forem míopes. No entanto, ela está aumentando de forma geral, principalmente em crianças. Ninguém sabe ao certo o motivo, mas os especialistas acreditam que pode estar relacionado a mais tempo fazendo tarefas em ambientes fechados, como usar computadores e jogar videogames, e ao uso de smartfones.

A miopia acontece quando o globo ocular do seu filho é muito longo no sentido longitudinal. Também pode se desenvolver quando a córnea, a janela transparente na frente do olho, é curvada demais. Quando a luz entra no olho do seu filho, os raios caem perto da retina, o tecido sensível à luz na parte de trás do olho. Isso torna os objetos distantes embaçados e os objetos próximos nítidos.

Na hipermetropia, os objetos distantes são mais claros do que os objetos próximos. Dá mais trabalho focar em tudo, especialmente naqueles que estão perto. Os olhos das crianças ainda não se desenvolveram totalmente, então alguma hipermetropia é normal na infância. A maioria das crianças não tem visão embaçada porque seus olhos focam automaticamente. À medida que crescem, elas geralmente se tornam menos míopes. A miopia geralmente piora na adolescência e começa a se estabilizar no início dos vinte anos.

Os sintomas de miopia em crianças incluem:

  • Queixas de visão embaçada (como não conseguir ver o quadro na escola);
  • Apertar os olhos para tentar ver melhor;
  • Esfregar os olhos com frequência;
  • Dores de cabeça frequentes.

As crianças devem passar em um exame de visão, no consultório do pediatra ou na escola, para saber se podem ter miopia. Para obter um diagnóstico, será necessário consultar um oftalmologista.

A miopia não pode ser revertida ou curada, mas pode ser tratada. Os objetivos do tratamento são melhorar a visão do seu filho e evitar que ela piore. Isso é importante para proteger a saúde ocular no futuro, mesmo que ainda precisem de óculos ou lentes de contato.

Óculos para miopia podem ser usados ​​o tempo todo ou apenas para enxergar objetos distantes. É importante escolher armações que se encaixem bem e que funcionem para a idade e as atividades cotidianas. Se você tem uma criança pequena, por exemplo, pode ser útil comprar óculos com alças para que eles fiquem presos mais facilmente. Se o seu filho pratica esportes, comprar óculos esportivos evitará possíveis quebras. Um oculista pode ajudá-lo a descobrir o que seu filho precisa.

Se o seu filho preferir, as lentes de contato também são uma opção. Elas podem ser úteis para certas atividades, especialmente nos esportes. Embora não haja limite de idade, seu filho deve ser capaz de tolerar bem os colírios e praticar uma boa higiene. As lentes precisam de cuidados diariamente para evitar infecções oculares. É importante sempre ter óculos de apoio, mesmo que seu filho use lentes de contato na maior parte do tempo. Se o seu filho tiver dor nos olhos ou vermelhidão ao usar lentes de contato, entre em contato com o seu oftalmologista imediatamente.

Ao equilibrar o tempo de tela com o tempo ao ar livre, quando possível, você pode ajudar a limitar a miopia do seu filho e proteger sua visão à medida que ele cresce.

Se você acha que seu filho está apresentando sintomas de miopia, converse com o seu pediatra. Eles podem indicar um exame de visão e ajudá-lo a descobrir os próximos passos, se necessário.

Fonte: Seção de Oftalmologia da Academia Americana de Pediatria (Copyright © 2021)

Saiba mais:

 

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal

Dr. José Luiz Setúbal (CRM-SP: 42.740) Médico Pediatra formado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo , com Especialização na Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduação em Gestão na UNIFESP. Pai de Bia, Gá e Olavo. Avô de Tomás e David.

deixe uma mensagem O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

posts relacionados

INICIATIVAS DA FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL
Sabará Hospital Infantil
Pensi Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil
Autismo e Realidade

    Cadastre-se na nossa newsletter

    Cadastre-se abaixo para receber nossas comunicações. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade de Instituto PENSI.